“Temos que nos reerguer, assumir a responsabilidade e trabalhar”

O elenco são-paulino lamentou a derrota para a Chapecoense por 2 a 0 neste domingo (16), em Santa Catarina, mas deixou a Arena Condá com disposição para reverter esta situação adversa da equipe no Campeonato Brasileiro de 2017. Os atletas avaliaram o revés fora de casa e projetaram a sequência do torneio nacional.

“A gente tinha uma proposta de jogo, e mais uma vez na bola parada sofremos o gol. Foi desatenção. Temos que nos reerguer, assumir a responsabilidade e trabalhar. Quando o time está sem confiança, não pode sofrer gols. A equipe tem que reagir e vamos trabalhar para isso. Ouvimos o Dorival e vamos trabalhar”, analisou o meio-campista Petros.

No confronto disputado neste final de semana, válido pela 14ª rodada, o Tricolor até criou boas oportunidades, mas sofreu os gols de Túlio de Melo e Lucas Marques e não conseguiu se reabilitar. “Infelizmente perdemos nos detalhes. Tentamos ganhar o jogo para mudar essa sequência negativa, mas não deu. Agora vamos trabalhar para corrigir estes erros e vencer. Temos que dar a vida em campo e fazer o nosso papel”, opinou Bruno, que emendou.

“Sabemos das dificuldades e contamos com o nosso torcedor para mudar isso. É um problema sério e temos que trabalhar para crescer. Temos que buscar as vitórias, porque assim como o torcedor também estamos preocupados com esta situação. A equipe tem que ter força de vontade e elenco unido para deixar esta fase ruim”, completou o lateral-direito são-paulino.

Após o duelo em Santa Catarina, o São Paulo receberá o Vasco da Gama na próxima quarta-feira (19), às 21h45 (de Brasília), no Morumbi. “Unidos, sairemos desta situação. Vamos pensar no próximo jogo e trabalhar para sair desta situação. Não adianta falar muito e pegar momentos isolados da partida para falar sobre esta situação. Vamos juntar as nossas forças para reagir. Temos que nos unir ainda mais”, finalizou.

Let's block ads! (Why?)