Análise do Adversário – Ferroviária S/A

Próximo adversário do Tricolor, a Ferroviária de Araraquara vem de uma constante luta contra o rebaixamento no Paulista. O time do técnico P.C. de Oliveira foi campeão da Copa Paulista em 2017, garantiu o acesso à Série D do Campeonato Brasileiro, mas perdeu peças importantes da conquista e, por isso, sofre para manter um bom desempenho.

Dentre os jogadores de maior destaque, podemos citar o goleiro Tadeu, o lateral esquerdo Daniel Vançan (jogador este que eu indicaria ao São Paulo, se pudesse), os meio-campistas Renato Xavier, Willian Favoni e Ikaro, além dos atacantes Hygor e Misael. A zaga da “Ferrinha” é o grande destaque negativo. Qualquer jogada mais bem trabalhada pode resultar em gol sem grandes dificuldades, principalmente em bolas pelo alto.






Sobre o técnico P.C. de Oliveira, este é seu primeiro trabalho como treinador de futebol de campo. Sua carreira, tanto de jogador, como de treinador, foi sempre ligada ao Futsal. Foi treinador de times como Ulbra, Corinthians, entre outros. Porém teve grande destaque e inúmeros títulos pela Seleção Brasileira de Futsal.

A última partida entre São Paulo e Ferroviária foi no dia 15 de Maio de 1996. A partida foi válida pelo returno do Campeonato Paulista daquele ano, no Morumbi. O placar foi de 2-0 para o Tricolor, com gols de Valdir e André Luiz. Na partida do primeiro turno, em Araraquara, o placar foi de 1-1, com gol marcado por Edmilson.

Por fim, a Ferroviária tem um dos estádios mais bem conceituados e modernos do interior de São Paulo. A Arena da Fonte Luminosa sofreu intensas reformas a partir de 2008 e, inclusive, abrigou alguns treinos da Seleção Francesa para a Copa do Mundo de 2014. Hoje, a Arena conta com capacidade de quase 21.000 torcedores.

Comente com sua conta do Facebook: