A partir de 31 de janeiro, o São Paulo vai participar da Basketball Champions League Américas, a competição mais importante do continente.

O Basquete Tricolor “herdou” a vaga do Botafogo, campeão da Liga Sul-Americana, mas que acabou encerrando o time por falta de patrocínio. O espaço na BCLA ficou com o São Paulo, pois o Tricolor era o terceiro colocado do NBB quando a pandemia paralisou a competição.

O torneio sul-americano terá um sistema de bolhas, com os partidas sendo disputadas em Buenos Aires, na Argentina, Manágua, na Nicarágua e no Rio de Janeiro, no Brasil.

Serão 12 equipes participantes de sete países diferentes. Além do Tricolor, o Brasil também será representado por Flamengo e Franca. As outras equipes na disputa são: Titanes de Barranquila, da Colômbia, Caballos de Caboclé, do Panamá, Quimsa, San Lorenzo e Instituto, da Argentina, CD Valdivia, do Chile, Aguada e Peñarol, do Uruguai e Real Esteli, da Nicaragua.

As equipes serão divididas em grupos de 3 clubes, com o São Paulo no grupo B, junto de Quimsa e CD Valdivia. Cumprindo os protocolos de saúde da FIBA, os jogos acontecerão sem a presença de público.

As bolhas iniciais serão disputadas na Arena Obras (Buenos Aires), Polidesportivo Alexis Argüello (Manágua) e no Ginásio Maracanãzinho (Rio de Janeiro).

Confira as primeiras partidas do São Paulo:

Sede Buenos Aires

Segunda-feira, 1 de fevereiro
São Paulo x CD Valdivia

Terça-feira, 2 de fevereiro
Quimsa x São Paulo

Em 4 e 9 de março, a fase de grupos será realizada em novas sedes, o mesmo acontecerá com as rodadas que serão disputadas entre 24 e 29 do mesmo mês.

Os vencedores de cada grupo farão um quadrangular final entre 8 e 13 de abril.

Foto: João Neto/LNB