Foto: Rubens Chiri / São Paulo FC

Neste sábado (23), o basquete Tricolor pode fazer história e conqusitar o seu primeiro título na modalidade desde quando o projeto retornou, em 2018.

A taça em questão é a da Copa Super 8 e para levanter o primeiro caneco, o São Paulo vai precisar bater o Flamengo, coisa que já fez nessa temporada.

Para chegar até a final do torneio, o time comando por Cláudio Mortari desbancou as tradicionais equipes do Paulistano (78×65) e Minas (78×70).

O armador Georginho, principal jogador do time, comentou sobre essa chance inédita em entrevista ao site da Liga Nacional de Basquete:

“Estamos tentando levar essa notoriedade (do futebol) para o basquete também e a conquista de um título é muito importante para isso. Na verdade, é o principal para o nosso time ser considerado excelente. Queremos fazer história dentro do clube e a única maneira disso acontecer é passando por finais, chegando em lugares que poucos times chegaram”

Georginho sabe que esses são os jogos que marcam a história de um clube e mostrou otimismo para a grande final:

“Nossa expectativa está muito boa. O time está com uma energia muito positiva desde o primeiro jogo do Super 8. A gente sabe que esse é o caminho mais curto que a gente tem para conseguir uma classificação para um torneio internacional na próxima temporada, além da chance de conquistar nosso primeiro título neste projeto. Todo mundo que está aqui tem um objetivo único: conquistar títulos e marcar o nome na história do São Paulo”, disse ele em depoimento ao site oficial do São Paulo.

Enfrentrar os cariocas é sempre um desafio, já que a equipe do Rio tem um dos projetos mais sólidos do basquete nacional. Mas o Tricolor costuma levar vantagem contra o rubro-negro, tanto que venceu o Fla nos dois últimos encontros que teve (102 x 95 e 80x 68). Sobre isso, o armador declarou:

“Não vou dizer que isso é tão relevante, mas realmente dá um pouco mais de confiança. Isso mostra mais o equilíbrio que o jogo pode ter. Perdemos para o Minas no NBB, nos recuperamos e os vencemos no Super 8. Conseguimos quebrar a invencibilidade do Flamengo enquanto eles estavam em 1º lugar no primeiro turno. Isso mostra que o jogo de sábado pode ter outra história, o placar pode ser mais alto, mais baixo, mas o que a gente pode prever é que os pequenos detalhes, algumas peças que não apareceram nos últimos jogos que vão fazer a diferença.”

A partida começa às 16h deste sábado (23) e terá transmissão da TV Cultura, DAZN e ESPN.

Post anteriorTchê Tchê fora e volta de Arboleda, a escalação do São Paulo para o jogo contra o Coritiba
Próximo PostResumão AT – 22/01/21
Formado em jornalismo pela Faculdade das Américas. Sempre amei escrever e sempre amei o São Paulo Futebol Clube. Essas duas paixões me motivam a produzir conteúdo sobre o meu time do coração. Mas eu também gosto de falar política, história e entretenimento. Porém, já aviso que minhas opiniões não são simples a respeito de nada. O mundo é complexo e eu não sou diferente.