Caímos para a 2ª divisão! Boa piada, próxima…

A Coluna do Felipe é publicada às quintas-feiras pelo Felipe Morais e sempre trará detalhes sobre a rica história do Tricolor! Clique aqui e veja todas as edições da coluna.

Amigos tricolores

Vamos aos fatos. Em 1990, é sabido, que o São Paulo não vinha nada bem! Telê Santana não conseguia fazer o time jogar e o tricolor foi muito mal no Campeonato Paulista, ficando em 15º lugar no campeonato. Em um campeonato com 24 times, ficamos em 15º. Precisa continuar a explicar que o São Paulo, só por isso, não caiu? Bem, jornalista corintiano ama levantar esse assunto em todos os momentos, como feito na semana passada, quando, na cabeça deles – e só na deles – faria 30 anos que o tricolor havia caído para a 2ª divisão. A narrativa dos perdedores é essa acuse daquilo que você fez. Em 2007, eu vi o Corinthians caindo, em 2008 vi eles disputando e ganhando a Série B. Alguém aqui consegue um jogo do São Paulo na série B? Algum pôster de Campeão da Série B? Porque no Google eu acho do Corinthians e Palmeiras, esse, até 2!

Qual time europeu tem 2 mundiais e apenas uma Champions League? Qual time, consegue a façanha de somar 4+1= 9. Onde se viu isso? Se perguntar quais os profissionais de futebol mais deram títulos aos times, o SPFC foi Telê, Corinthians o Tite, Santos o Pelé e o Palmeiras, Ricardo Teixeira (ex-presidente da CBF), que está sendo investigado por crimes de lavagem de dinheiro no futebol. Fica a reflexão aqui.

Desde que o São Paulo surgiu, despertou a inveja. A imprensa, formada pela sua maioria por torcedores de outros times, não se aguentam com o sucesso do SPFC. Na década de 40, só seríamos campeões se “a moeda cair de pé”. E nessa década, ela caiu, em 5 de 10 campeonatos. O SPFC era o time pobre, mas trouxe Leônidas da Silva a maior transação da época. O SPFC trouxe, com mais de 35 anos, Sastre, um meia argentino que a imprensa apelidou de Desastre. Fez 6 gols no seu primeiro jogo. Depois, Telê era pé-frio e ganhou tudo, Muricy estava atrasado e ganhou o tri, uma pena que depois disso, todas as críticas ao time e gestão, estão certas, nesse ponto, independe do time que torcem.

A história baseada em regulamento!

O campeonato 1990 tinha 24 times. Até onde sabemos, os rebaixados ficam no chamado “Z4” ou seja do 21º ao 24º times seriam rebaixados naquele ano. O SPFC ficou em 15º. Entendeu? Continuando: No 2º parágrafo do artigo 5º: “No Campeonato Paulista da Primeira Divisão de Futebol Profissional de 1990, não haverá descenso à Divisão Especial de Futebol Profissional”. Isso foi uma regra assinada por todos os times da 1ª divisão, em 1988. Ou seja, 2 anos antes do campeonato começar!!!

Rivais entenderam? Não???? Vamos aprofundar mais

No artigo 50, parágrafo 1º: “Para o Campeonato da Primeira Divisão de Futebol Profissional de 1991, o Grupo I será constituído pelas 14 associações classificadas para disputar a quarta fase do Campeonato de 1990 e o Grupo II será constituído pelas dez associações restantes que não se classificaram para a quarta fase e mais quatro advindas da Divisão Especial de 1990″. Uau!! O São Paulo não caiu, ele disputou um grupo mais fácil pois foi mal em 1990.

Então a Federação Paulista de Futebol (FPF) virou a mesa?

Como a FPF pode virar uma mesa de uma regra que ela mesmo determinou em 1988?? DOIS ANOS antes? Será que esses torcedores, invejosos, entenderam? “Ah, mas o Telê e o Zetti disseram que caiu”. Desculpe, imenso respeito pelo melhor técnico e pelo melhor goleiro da história do SPFC, mas erraram. Caímos em 1990 e fomos campeões em 1991 em cima do Corinthians com um show de Raí. Como isso? Por que na época a imprensa não levantou esse dado na época?

Segundo o site oficial do São Paulo o historiador oficial da FPF, Rubens Ribeiro, na obra licenciada ‘O Caminho da Bola’, capítulo de 1990: “Foi incluído em seu regulamento um artigo que valeria para a seleção de clubes que teriam direito de disputar o campeonato de 1991. O São Paulo não conseguiu se classificar, e por isso foi incluído no Grupo II, constituído pelas equipes teoricamente mais fracas do campeonato. Ocorreu, então, uma precipitação de alguns órgãos da imprensa que largaram a falsa informação de que o São Paulo iria disputar o Paulistinha. Uma coisa é desclassificação, e outra, bem diferente, é rebaixamento. Em ambas as temporadas (1990 e 1991) O São Paulo participou do Paulistão”.

Claro que, p da vida com esses dados, alguém vai falar “Mas é óbvio que no site do São Paulo, não vai admitir…” Simples: Isso está publicado no site do São Paulo e em livros como “São Paulo FC: O Supercampeão” (Orlando Duarte e Mário Vilela) e claro no livro “Ao mestre com carinho, o São Paulo FC da Era Telê”(Felipe Morais). Estão publicados, se está errado, porque ninguém da FPF ou da CBF questionou essa informação? Simples, porque essa história de rebaixamento é um assunto que mexe com os rivais, que não se conformam que o SPFC, em mais de 80 anos, nunca caiu!

Por fim, peça que lhe apresentem uma foto de “campeão da série B” do São Paulo. Peçam para achar o nome do São Paulo na CBF ou na FPF na história da 2ª divisão. Não tem. Mas desses times…


Felipe Morais. Publicitário, apaixonado pelo São Paulo Futebol Clube. Sócio da FM Planejamento, Palestrante sobre marketing digital, comportamento de consumo e inovação. Autor dos livros Planejamento Estratégico Digital (Ed. Saraiva) e Ao Mestre com carinho, o São Paulo FC da era Telê (Ed Inova) – www.livrotele.com.br

*A opinião do colunista não reflete a opinião do site

Foto: Reprodução FPF

Comente com sua conta do Facebook: