Caminho do Tri-Hexa: a derrota inicial!

Vamos começar uma nova série no AT, trazendo todos os jogos da fantástica campanha do Tri-Hexa em 2008. Começaremos no dia 10 de maio, contra o Grêmio no Morumbi. Confira abaixo no relato do Alan Ribeiro Gomes.

O jogo

Pensando no duelo de ida das quartas de final da Libertadores contra o Fluminense, o técnico Muricy Ramalho escalou o São Paulo com um time misto, poupando Jorge Wagner, Hernanes (entrou na segunda etapa) e o Imperador Adriano.

Já o Grêmio que ficou praticamente dois meses sem entrar em campo, veio ao Morumbi com o propósito de começar a competição em busca dos três pontos.

A partida foi muito disputada, com os gaúchos abusando das faltas, cometendo 31 contra 13 do São Paulo. Nas finalizações, foram 9 do Tricolor Paulista contra 6 dos gaúchos. Muitos lances de perigo para o São Paulo, com Dagoberto, Sérgio Mota, Hernanes e o M1TO Rogério Ceni, mas a sorte estava do outro lado…

Gol gremista

Aos quatro minutos do segundo tempo, Alex Silva cometeu uma falta boba em Roger (atualmente comentarista da TV Globo) e assim saiu o gol gremista. Paulo Sérgio fez a cobrança da falta e Pereira, de cabeça, abriu o placar para o Grêmio. A bola entrou caprichosamente no canto direito do arqueiro Rogerio Ceni que não teve tempo de reação.

Você se lembra deles?

Jancarlos, Fábio Santos e Éder Luis são nomes que grande parte da torcida não se lembra mais. O lateral-direito Jancarlos faleceu em um acidente de carro em 2013, e acabou somente jogando pelo Tricolor em 2008.

Fábio Santos é daqueles nomes que o torcedor prefere esquecer. Homônimo do lateral-esquerdo campeão do mundo em 2005, o volante teve seu contrato de empréstimo com o Lyon rescindido antes do tempo, por conta de problemas internos.

Éder Luis era atacante, mas jogou muito com Muricy na ala, pois era extremamente veloz. Um dos apelidos de Éder Luis era “Neto do Vento”, uma referência a Euller, outro ex-atacante Tricolor, também conhecido como “Filho do Vento”.

Sérgio Mota

Este nome era ponto de muita discussão entre 2007 e 2008. Muitos torcedores viam muito talento no jovem meia, que no ano seguinte chegou a fazer parte do projeto Toledo, junto com outros atletas da base.

Sérgio Mota no fim teve poucas chances no Tricolor e acabou rodando por diversos clubes do Brasil e do mundo. Atualmente com 30 anos, Sérgio Mota é o camisa 8 do Guizhou Hengfeng da China (conforme a Wikipédia).

Ficha Técnica

São Paulo 0 x 1 Grêmio – 1ª Rodada

SÃO PAULO
Rogério Ceni; Zé Luis, Alex Silva e Miranda; Jancarlos, Fábio Santos, Richarlyson, Éder Luís (Hernanes) e Júnior (Sérgio Mota); Borges e Dagoberto.
Técnico: Muricy Ramalho

GRÊMIO
Victor; Leo, Pereira e Réver; Paulo Sérgio, Eduardo Costa, Rafael Carioca, Roger (Makelele) e Hélder; Soares (Rodrigo Mendes) e Perea (Jonas).
Técnico: Celso Roth

Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo
Data: 10/05/2008, sábado
Árbitro: Luis Antônio Silva Santos (RJ)
Cartões amarelos: Richarlyson (SP), Eduardo Costa (G), Hélder (G), Perea (G), Rogério Ceni (SP), Pereira (G), Paulo Sérgio (G)
Público: 7.929 pagantes
Renda: R$140.295,00

Gols: Pereira, aos 5min do segundo tempo

Melhores Momentos


Alan Ribeiro Gomes. Tenho 27 anos, formado em Jornalismo e atualmente faço graduação em Educação Física. A torcida pelo São Paulo Futebol Clube iniciou através de meu pai desde criança. A partida decisiva da final do Campeonato Paulista de 1998 foi um dos grandes marcos em minha vida. Ao longo dos anos, a paixão pelo tricolor só aumentou, independente de vitórias ou derrotas. Acompanhar o Clube da Fé é algo que faz parte da minha vida.

Foto: Gaspar Nóbrega, VipComm

Comente com sua conta do Facebook: