Casares pede paz política no São Paulo

Em recente entrevista para o Blog do Praetzel, Julio Casares citou a importância da paz política que o São Paulo tanto precisa para voltar a ser um clube vitorioso.

“…O São Paulo precisa de um lado só e é isso que eu quero discutir com cada conselheiro que o São Paulo tem.”

Para quem não sabe, Julio Casares integrou o Conselho Administrativo, além do departamento de Marketing e Comunicação do Tricolor, durante o mandato de Juvenal Juvêncio.

Casares respondeu à diversas perguntas sobre a atual gestão do São Paulo e, inclusive, defendeu Raí. Além disso, tirou uma dúvida que muitos torcedores têm a respeito da remuneração ao presidente do clube:

Um presidente remunerado pode ser dispensado por resultados ruins?

“Não, não. O estatuto dá condição do presidente ser remunerado, que eu acho que é um avanço porque essa questão de o presidente trabalhar e fazer do São Paulo, um bico, ou ele vai fazer do São Paulo uma gestão ruim, ou terá outros interesses. Ele tem que priorizar o São Paulo. Então, ele tendo uma remuneração para a sua sobrevivência, acho importante. Ele vai ser questionado em resultados ruins? Sim, mas você não tira um presidente por isso. Isso é uma questão de julgamento que ele pode ter ônus em uma renovação política, mas você tira um presidente por problemas ou atos previstos no estatuto. Claro que o resultado ruim traz um desgaste natural para um presidente e sua diretoria. Você tem que avaliar um presidente pelo seu mandato. O mandato do São Paulo é de três anos e a avaliação não pode ser feita por um, dois anos, sendo um conjunto da sua obra. Depois, ele vai ser julgado pelo que ele fez de bom ou ruim.”

Quer conferir a entrevista na íntegra? Acesse o Blog do Praetzel

Comente com sua conta do Facebook: