#ColunaAT – Agora vai?

Dois tempos é a coluna semanal do Mário Pravato, publicada normalmente às quartas. São dois assuntos diferentes e às vezes pode acontecer uma prorrogação e até mesmo uma disputa por pênaltis! Clique aqui e veja todas as edições da coluna.

Primeiro Tempo

Depois de muito tempo, o São Paulo voltou a vencer e também a convencer a sua torcida. A vitória no último domingo contra o Ituano reacendeu a chama da esperança na torcida Tricolor, que espera mais uma boa apresentação na noite de hoje, em Itu, culminando com a classificação do Tricolor para às semifinais da competição.

Confesso que esperava uma derrota no domingo, já que o Ituano teve uma campanha muito melhor do que a nossa e também pelo fato do Tricolor estar desfalcado de vários jogadores.

Também preciso contar que dei uma leve cornetada na escalação de Hudson na lateral-direita, mas foi um excelente achado do técnico Vagner Mancini. Não que Igor Vinicius seja um Bruno Peres da vida, porém Hudson tem experiência e isso agregou muito ao setor defensivo.

Mas o que ganhou o jogo mesmo, foi o nosso meio de campo. Luan e Liziero é a dupla ideal, inclusive era a dupla escolhida por André Jardine para 2019, e que o técnico jamais conseguiu escalar, por culpa da CBF (Luan) e pela lesão de Liziero.

Não vou cometer o sacrilégio de compará-los com Mineiro e Josué, mas espero do fundo do meu coração, que permaneçam mais alguns anos no Tricolor e que possível conquistem títulos, depois poderemos fazer qualquer tipo de comparação!

Segundo Tempo

O torcedor são-paulino está empolgado após a vitória do último domingo, porém ele se esquece que a vitória veio pelo placar mínimo e que uma derrota por 1 a 0 leva a decisão para os pênaltis.

Se o São Paulo estiver perdendo a partida e resolver ir para o tudo ou nada, corremos sérios riscos de tomar o segundo gol e assim sermos eliminados da competição.

O Tricolor não pode entrar em campo achando que já está classificado ou também querendo jogar com o regulamento embaixo do braço, precisa fazer um jogo sólido e conciso, pois as chances de enfrentar o Palmeiras nas semifinais é muito grande e nesse confronto, tudo muda de figura.

Vamos torcer para que o time mantenha a pegada do último domingo e se classifique sem sustos!

Prorrogação

Na noite de ontem perdemos o guerreiro Rafael Henzel, jornalista esportivo de Chapecó e um dos sobreviventes do terrível acidente em novembro de 2016.

Rafael parecia ser uma pessoa muito positiva e que passou seus dias após o acidente sempre fazendo o bem. Mais uma triste notícia deste ano de 2019!

Descanse em paz Rafael!


Mário Pravato Junior

*A opinião do colunista não reflete a opinião do site






Foto: Rummens

Comente com sua conta do Facebook: