#ColunaAT – Hernanes: vítima do péssimo planejamento Tricolor

A coluna Carrinhos e firulas é escrita pelo Victor Oliveira e sempre será publicada às sextas, contendo muitas análises sobre o Tricolor!

O início de ano do São Paulo, exceto pelo título da Copa São Paulo, tem sido tenebroso. Embora tenha obtido uma vitória, após um mês sem vencer, a equipe ainda não apresenta um futebol acima do regular, estando muito abaixo do esperado para o elenco que possuímos. Entre os vários motivos do rendimento ruim da equipe encontra-se o baixo rendimento de alguns atletas importantes. Entre eles, o profeta Hernanes.






Além dos treinadores ainda não terem definido qual o papel de Hernanes na equipe, se jogará como meia ou volante, o profeta também se mostra longe da condição física ideal e com falta de ritmo de jogo. Não é por acaso, suas estatísticas encontram-se muito ruins.

De acordo com o site footstats, nos cinco jogos que realizou no Paulistão, o profeta fez apenas 5 desarmes. Não deu nenhuma assistência para gol e anotou apenas um tento. Hernanes tem chutado pouco a gol, com 12 finalizações no total, sendo cinco corretas e sete para fora. Os jogos nos quais mais finalizou foram naqueles em que atuou como meia, contra São Bento e Corinthians, quando finalizou cinco e três vezes, respectivamente.

Ainda em 2018, em entrevista publicada no site da Jovem Pan, Hernanes dizia que não gostava de atuar como volante e essa era uma das razões que o fez pedir para deixar o time chinês e voltar ao Tricolor em 2017:
“Jogando de volante, tenho que correr para marcar em todos lados e não tenho energia para fazer o que fui contratado para fazer, que é fazer a diferença com gols e outras coisas”. Como os volantes são-paulinos não tem dinamismo nem boa saída de bola, coube ao profeta sacrificar-se e precisar fazer essa função, na tentativa de fazer o time ganhar velocidade e qualidade no meio-campo.

Além da indefinição tática, os erros cometidos na sua chegada contribuem decisivamente para o desempenho insatisfatório de Hernanes. Ao longo da última temporada, ainda no Hebei Fortune-CHI, o profeta jogou apenas 14 vezes, sendo a última no dia 11 de novembro. Também teve duas lesões musculares ao longo do ano, que atrapalharam seu rendimento. Mesmo sabendo disso, Diretoria e Comissão Técnica programaram a apresentação do camisa 15 em Orlando, durante a Florida Cup. E ainda o colocaram para jogar um tempo em cada jogo disputado no torneio.

Resultado: ao retornar ao Brasil, constatou-se que o profeta tinha um desequilíbrio muscular, o que necessitava de um tempo maior de preparação para ser corrigido e garantir boas condições físicas ao jogador. No entanto, como a equipe enfrentaria um mata-mata de Libertadores logo no início de fevereiro, essa recuperação foi “acelerada” e Hernanes entrou em campo muito distante dos 100%. Após as partidas contra o Talleres-ARG, o atleta teve uma tendinite, perdeu um jogo, mas já voltou a campo contra o Bragantino, no último domingo.

Embora o São Paulo precise de bons resultados e títulos, não é prudente arriscar o desempenho do principal jogador do time ao longo da temporada por causa do Campeonato Paulista. Seria razoável e respeitoso à história de Hernanes no São Paulo, que houvesse uma preparação adequada, mesmo que isso implicasse em perder alguns jogos no campeonato. Além disso, ter em mente que na atual fase da carreira, Hernanes é meia-ofensivo e não irá render se precisar fazer esforços na marcação. Caso contrário, a direção e comissão técnica não apenas colocam em xeque a temporada do São Paulo, como podem manchar a belíssima história que Hernanes construiu no Morumbi.


Victor Oliveira. Tenho 26 anos, moro em São Carlos-SP. Sou Engenheiro de formação e trabalho como Analista Financeiro. Sou apaixonado pelo Tricolor desde pequeno, quando comecei a acompanhar os jogos pela TV. Neste espaço, farei análises fortes como carrinhos, carregando a sutileza de uma firula.

*A opinião do colunista não reflete a opinião do site

Foto: Rummens

Comente com sua conta do Facebook:
Você já conhece a Loja do Arquibancada? Modelos exclusivos para você mostrar o seu amor pelo Tricolor!