Contagem regressiva

Em uma semana, o São Paulo volta a campo e dá início a temporada de 2020. Os medos do torcedor são claros e espera-se que o time tenha uma reação diante dos últimos anos sem títulos. Em comparação com as últimas temporadas, o tricolor por sua vez talvez tenha um dos melhores elencos. A obsessão por títulos acaba causando uma pressão que mais atrapalha do que ajuda. Claro que entrar no oitavo ano sem levantar uma taça é frustrante, mas o time tem qualidade. Em algumas posições falta banco de reservas, de resto tem sim um bom elenco.

O time de Fernando Diniz buscará mostrar que há espaço para o diferente. Recentemente, o Barcelona fechou com Quique Setién, um treinador espanhol que possui um total de ZERO títulos no comando de uma equipe. Quando saiu a notícia que Setién teria sido oferecido ao tricolor antes de fechar com o poderoso Barça, vi torcedor reclamar de terem mantido Diniz e não terem contratado o espanhol. Ué, se Diniz é ‘estagiário’ como muitos dizem, porque contratar alguém que como treinador nunca levantou títulos? Enfim…

Os jogadores

Igor Gomes e Antony farão falta ao time no começo da caminhada do São Paulo em 2020, mas isso não significa que seus substitutos não possam fazer um bom trabalho. Helinho vem fazendo bons treinamentos, Hernanes parece estar em sua melhor forma física desde que voltou em definitivo ao Brasil. Pato treinou forte para desencantar nesse ano.

Além do mais, o São Paulo possui um dos melhores jogadores do mundo na posição: Dani Alves. “Ah, mas ele não marcou 6892 gols em 2 jogos”. Bom, quem disse que ele precisa marcar tantos gols? Tem 84% de acerto em passes e deu 3 assistências num ano (2019) em que o ataque foi muito fraco. Poderia ter sido mais, mas o que teve de gol perdido após ótimo passe de Dani é brincadeira… Defensivamente, o camisa 10 foi o 6º melhor em desarmes e teve a melhor média do time, tudo isso em apenas 20 partidas do campeonato.

Um ponto positivo em 2020 comparando com 2019 é a pré-temporada. Não inventou nada de torneio no Cazaquistão. Melhor de fato continuar treinando em Cotia com tranquilidade. Foi pensada em preparar bem os jogadores para o ano, principalmente na parte física, que foi o ponto baixo no time no ano passado.

O que esperar?

Uma temporada melhor no ataque ao menos. Em boa forma, Pablo pode voltar a ser o mesmo que foi muito bem no Athletico em 2018. Pato pode ser essencial e Vitor Bueno novamente tem condições de surpreender e repetir a boa temporada que fez em 2019.

Dia 22 tem São Paulo x Água Santa. Contagem regressiva para o começo da trajetória de 2020. O time tem obrigação de ganhar? Talvez, já que o adversário é bem inferior. Mas mostrar vontade dentro de campo é fundamental. Precisa reagir a apatia que rodeia o time quando vai pro jogo. Aposto em vitória. Na sequência tem o Palmeiras, e ai o papo é diferente e não tem nem como prever algo. Se vencer o Choque Rei, ai sim já começa com certo embalo para o restante do campeonato.

E você, no que aposta?


Giovanni Chacon é jornalista em formação e setorista do São Paulo FC na Rádio Jovem Pan. Acompanha o dia a dia do Tricolor e arrisca dar seus pitacos lá e aqui. Fanático pelo futebol, desde o europeu, até o africano.

*A opinião do colunista não reflete a opinião do site

Foto: São Paulo FC.






Comente com sua conta do Facebook: