Do descenso ao sonho da América

Por Luiz Otávio Freire – Tabela de Craques

Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net

Futebol apático, desentrosamento tático, gols sofridos, abalo psicológico e respostas letárgicas nas saídas de campo. Esta, há bem pouco tempo, era a rotina de sofrimento são-paulina.

A partir deste brasileirão, o torcedor soberano, acostumado à glórias e encher o estádio em fases importantes de libertadores, se transformou no torcedor que vive intensamente o clube das três cores, onde quer que esteja. Após grande revolta em decorrência da demissão do maior ídolo, crucificado e martirizado por uma diretoria incompetente, que não soube ter o mínimo de organização e planejamento para o ano, a massa tricolor captou o momento e não hesitou na decisão de apoiar incessantemente o time na luta contra a iminente tragédia: o inédito rebaixamento.

Desde este marco corajoso e extremamente inteligente, seus fanáticos serviram como uma espécie de colete à prova de balas, capaz de absorver qualquer impacto de grande proporção. O tri-campeão mundial, espelho de gestão para qualquer agremiação latino-americana na última década, passou a amargar a vice-lanterna nas rodadas 12 e 22 do atual certame de pontos corridos. Àquela agoniante situação, apenas um milagre salvaria os fartos soberanos da maior queda já vista.

De forma empolgante, o milagre da torcida da fé começou a ser realizado na partida contra o Grêmio, quando mais de 51 mil pessoas pagaram ingresso para ajudar a equipe ,que figurava a 17ª colocação, com míseros 15 pontos. As milhares de vozes entoavam o objetivo único de empurrar o clube do Morumbi para longe da temerosa zona de rebaixamento. Ao final, com empate conquistado de forma heroica, todos os muitos são-paulinos aplaudiram de pé. A partir daquele momento, era possível precisar que juntos, ninguém rebaixaria a agremiação apelidada de “incaível”.

Partida após partida, a massa vermelha, branca e preta encantava a todos os amantes do futebol: 18 mil pessoas em treinamento antes do clássico diante do Palmeiras, diversas correntes na internet e públicos dignos em dias não dignos para a realização de um certame de Série A. Como consequência disso, a maior média de espectadores do ano foi alcançada.

Mesmo com a esfuziante torcida, os jogadores pareciam inertes diante do que acontecia dentro das quatro linhas. Performances anêmicas tanto no Morumbi, quanto longe de casa, desentendimento entre atletas em entrevistas coletivas e o constante aumento de gozações por parte dos rivais, que almejavam posições condizentes com as que o tricolor sempre esteve acostumado a buscar. Motivos para crises extra-campo não faltavam. Por isso, era preciso ter alguém que pisasse na grama verde e trouxesse garra capaz de representar os mais de 20 milhões que sofriam com a situação.

Como consequência deste suplicante desejo, os deuses do futebol enviaram o profeta da salvação ao gigante templo são-paulino. O camisa 15, desde o instante em que foi anunciado pelas redes sociais, passou a ser o jogador de maior representação para a torcida, que clamava por profecias positivas. E, como o futebol é uma sucessiva sucessão de sucessões que se sucedem sucessivamente, os esforços externos surtiram efeito nos pés de quem chegou para acudir o clube que sempre o tratou com carinho.






É também possível afirmar que o milagre da torcida e de seu profeta se estendeu a Petros, Jucilei, Éder Militão, Pratto e principalmente a Cueva, que havia recuperado seus excelentes desempenhos após um longo período de indolência.

Em menos de um mês, a agremiação taxada como rebaixada por grande parte dos especialistas do esporte, agora vive o sonho de chegar a mais disputa de Taça Libertadores, competição da qual o São Paulo sempre viveu um lindo caso de amor e desejo.

É preciso manter os pés no chão. Embora o risco de descenso esteja se afastando cada vez mais, não é momento para pisar no freio. No entanto, é impossível deixar de ter esperanças em um time que vive em perfeita sintonia com seus fanáticos. O milagre das arquibancadas tardou, mas parece ter começado a se realizar.

Nunca duvide do São Paulo Futebol Clube e de sua torcida. Juntos, se tornam quase impossível de serem derrotados. Nada é capaz de derrubar este clube!

Fonte: Tabela de Craques

Comente com sua conta do Facebook: