Teríamos paciência com Jardine no profissional?

Até onde iria a paciência da torcida com Jardine?

O torcedor são-paulino não só acredita, como espera e torce para que André Jardine seja o próximo técnico do futebol profissional do Tricolor. Em enquete realizada no perfil do Arquibancada Tricolor no Twitter, 92% de um total de mais de 1600 votos se mostrou favorável a ideia de Jardine ser o próximo técnico do Tricolor.

Sempre que os resultados do time profissional não são bons, como a derrota para o Corinthians no clássico, ou o mau futebol em casa contra o Bragantino, a grande maioria da torcida nas redes sociais pede para que Dorival Jr. seja demitido e que André Jardine assuma o posto.

Para quem não se lembra, o técnico da base já comandou a equipe profissional em 2016, após a saída do técnico Edgardo Bauza: 1itória fora de casa contra o Santa Cruz (2 a 1, com dois gols de Chavez) e derrota por 1 a 0 contra o Botafogo, no Morumbi (sofrendo o gol aos 48 minutos do 2º tempo).

Confesso que eu não teria apostado em Rogério Ceni para 2017, mas sim em André Jardine. Aliás, eu o teria mantido após a derrota para o Botafogo, na 20ª rodada do Brasileirão de 2016 e não teria inventado Ricardo Gomes e depois de um péssimo trabalho ter que colocar o Pintado para segurar o rojão…

Onde eu quero chegar

Teremos paciência com Jardine, caso ele assuma o time profissional algum dia? Não tivemos paciência com o nosso maior ídolo, mesmo sabendo que ele não tinha qualquer experiência para assumir aquele cargo.

A nossa torcida acredita que Jardine repetiria os mesmos resultados da base no time profissional, porém não é assim que as coisas funcionam. Jardine no profissional precisaria de blindagem, talvez o trio Raí, Ricardo Rocha e Lugano conseguiria fazer isso com maestria, mas será que a cabeça do treinador já não estaria à prêmio após nova derrota em Itaquera ou na Arena Palmeiras?

Se a equipe de Jardine não estiver em um bom dia e cair na Copa do Brasil para um adversário de divisão menor? Aposto que dos 92% que o pedem no time profissional, pelo menos 70% pediriam a cabeça do treinador…






Conclusão

Caso André Jardine chegue um dia ao time profissional, peço para que todos nós sejamos pacientes, caso contrário, queimaremos outro profissional promissor e jogaremos fora mais um ano, assim como o São Paulo tem feito ano após ano.

* A opinião do colunista não reflete a opinião do site

Comente com sua conta do Facebook: