Muricy de volta? Eu topo!

A Coluna do Felipe é publicada às quintas-feiras pelo Felipe Morais e sempre trará detalhes sobre a rica história do Tricolor! Clique aqui e veja todas as edições da coluna.

Amigos tricolores

Muita calma ao ler esse artigo. Muricy deixou bem claro, desde 2016, que ele se aposentou da beira do campo. Depois de algumas idas para a UTI, o grande técnico pensou muito no período em que esteve lá, sozinho e sem ter o que fazer. Acreditem, sei bem como é ficar em uma UTI de hospital, o tempo não passa e querendo ou não você fica muito mais reflexivo sobre a vida, pensando o que está fazendo dela.

Muricy, um cara família, que sempre diz em entrevistas que não conseguiu criar os filhos como queria, devido a tantas viagens. Ele conheceu a filha, 3 meses depois que ela nasceu, pois morava no México (a esposa quis ter a filha no Brasil, então voltou com os filhos, teve a menina e depois voltou a morar no México com ele). Na UTI ele pensou “tenho casa na praia e um sítio. E para que, se eu nunca vou”?

E foi assim que ele decidiu sair do Flamengo e largar a carreira de técnico! Ele não volta, portanto, esse não é um pedido de volta e muito menos algo que vá contra o Fernando Diniz, a quem, Muricy sempre elogia pela visão de futebol dele, talvez, eles pudessem ser parceiros! E o foco desse artigo é esse.

Coordenador técnico

Durante muitos anos, Milton Cruz fez um papel fundamental no São Paulo. Ele ajudou muitos técnicos a trazer jogadores. Miranda é apenas um dos muitos casos de sucesso. Ninguém sabia quem era o zagueiro, que saiu cedo do Brasil e jogava em um time sem muita expressão na França, o Sochaux. Ele começou a carreira no Coritiba.

Conto sobre Milton, pois o papel que Muricy quer fazer no São Paulo é o mesmo, até porque Milton fez essa função em todas as vezes que Muricy foi técnico do São Paulo. Ele não quer ser diretor, pois não quer “mexer com o dinheiro”, mas quer ter autonomia para ajudar, pois segundo ele, essa função é importante no futebol, mas as diretorias dos times, em geral, não dão a liberdade necessária, assim, ele não quer, prefere continuar com seu trabalho frente a Sportv onde está feliz e sem dúvida contribuindo muito para o canal, uma vez que ele conhece mais de futebol do que todos ali presentes.

“É bom meu trabalho no Sportv, porque eu não perco jogo e a torcida não pega no meu pé” disse Muricy ao programa Pânico da Jovem Pam FM. Esse estilo bem humorado e verdadeiro do Muricy é o que conquista a torcida.

Muricy avalia ser importante, e ele ser uma pessoa capaz de fazer isso, ter esse cargo, onde as responsabilidades seriam: autonomia para contratar treinador e jogadores, conversar com o técnico para saber o que ele está precisando, cobrá-lo, falar com o presidente para segurar algum profissional. E com certeza, Muricy tem total conhecimento de futebol, experiência e uma imagem de vencedor para conquistar isso!

No São Paulo?

Quando Muricy disse que esse cargo seria um desejo futuro, no canal dos jornalistas Arnaldo Ribeiro e Eduardo Tironi, no YouTube, ele deixou claro que não estava pedindo emprego para nenhum time, inclusive, para o São Paulo, que estava bem e feliz na Sportv e que esse era um sonho dele para um futuro, mas que o São Paulo é o time que sempre pensa em iniciar essa nova fase.

Muricy é muito respeitado pela torcida do São Paulo, mas há rumores – nunca confirmados por nenhuma das partes – de que Leco não é dos mais fãs do técnico, que pelo seu lado, já afirmou várias vezes não ter nada contra o atual presidente do São Paulo. Muricy também respeita demais o técnico que está no cargo, tanto, que independente de quem lá está, ele evita ir ver jogo no Morumbi para que a torcida não fique gritando demais o seu nome, desrespeitando que está no cargo. E ele fica até chateado com isso, pois é São Paulino, tem filhos são paulinos e gostaria de ir com eles no estádio.

Mas Muricy também deixou em aberto que ele poderia exercer essa função em qualquer time do Brasil. O São Paulo por ser seu time do coração, seria a primeira opção, mas não a única.

Opinião do Felipe, torcedor

Penso que ele, nesse cargo de coordenador, será, sem ele querer, uma sombra para o técnico atual, seja ele quem for! O São Paulo pode trazer o Pep Guardiola, mas uma sequencia de 3 resultados ruins, a torcida pedirá por Muricy no cargo e a imprensa maldosa, caça-clique e sempre atrás de polêmica, vai dar voz a esse pedido. Será inevitável!

Eu queria ver o Muricy de novo no São Paulo

O sonho de muitos torcedores é ver ele, nessa função e Rogério Ceni no comando do time em campo. Ainda acho prematuro Rogério Ceni no comando do São Paulo, pois na minha visão, como Muricy, ele precisa rodar um pouco mais como técnico em outros times.

Entretanto, se Muricy estivesse nesse cargo, pela grande amizade e parceira dos 2, desde o Expressinho Tricolor, em 1994, seria uma dupla, que com o tempo certo, daria muito resultado ao São Paulo. Esperemos em 2021 para ver o que acontece!


Felipe Morais. Publicitário, apaixonado pelo São Paulo Futebol Clube. Sócio da FM Planejamento, Palestrante sobre marketing digital, comportamento de consumo e inovação. Autor dos livros Planejamento Estratégico Digital (Ed. Saraiva) e Ao Mestre com carinho, o São Paulo FC da era Telê (Ed Inova) – www.livrotele.com.br

*A opinião do colunista não reflete a opinião do site

Foto: Rummens

Comente com sua conta do Facebook: