O melhor camisa 9: Careca!

A Coluna do Felipe é publicada às quintas-feiras pelo Felipe Morais e sempre trará detalhes sobre a rica história do Tricolor! Clique aqui e veja todas as edições da coluna.

Amigos tricolores

Na semana passada, criou-se um debate sobre quem foi o melhor camisa 9 do São Paulo. Para mim, que vi alguns jogarem, fica fácil eleger o Careca, entretanto, para quem não o viu e tem Luis Fabiano na cabeça, esse foi muito citado. Não tenho nada contra o Luis Fabiano, gostava dele com a camisa tricolor, é um jogador identificado com a torcida, até mais que o Careca, é o 3º artilheiro do São Paulo, atrás de Serginho Chulapa (242) e Gino Orlando (233).

Luis Fabiano tem 213 gols, enquanto Careca tem 115, sendo o 14º na lista, ou seja, Luis Fabiano tem quase o dobro de gols, pelo São Paulo, que Careca, entretanto, Careca, jogou pelo São Paulo entre 1983 e 1987, fazendo 191 partidas, Luis, jogou em 2001, depois entre 2002 e 2004, e teve a sua 3ª passagem entre 2011 e 2015, jogando, ao todo 347 partidas, ou seja, quase três vezes mais. Ambos tem uma média de 0,60 gol/jogo, entretanto Careca, leva vantagem pelos títulos conquistados no tricolor e pelos gols decisivos, como da final do Campeonato Brasileiro de 1986, para mim, o mais emocionante gol da história do São Paulo.

Tecnicamente falando…

Sendo muito honesto, se fizer uma lista dos Top 5 melhores jogadores, não estamos falando de número de gols ou identificação com a torcida, mas em campo, jogando, talvez Luis Fabiano não entre nessa lista, Careca, sem dúvida.

O São Paulo teve, na década de 40 Leônidas da Silva, que para quem viveu naquela época, foi melhor do que Pelé. Não estou afirmando isso, até porque eu vi muito pouco Leônidas jogar, e Pelé, pelo menos tem o DVD dele, mas se alguns comparam, imagina o que o Diamante Negro (apelido que ele tinha à época) jogava. Provavelmente, ele tenha sido o melhor camisa 9 da história do São Paulo, mas como jogou em uma época que não existia TV, fica mais complicado defender o inventor do gol de bicicleta.

França, foi um dos mais remanescentes do elenco do São Paulo. Tecnicamente, era superior a Luis Fabiano. Era um jogador técnico, que sabia armar o time, tinha frieza na frente do gol, tinha o drible e a explosão necessária, era mais inteligente que Luis Fabiano. O São Paulo ainda teve Friedenreich como camisa 9, um dos maiores jogadores da sua época. Toninho Guerreiro, na década de 70, era outro excelente jogador, técnico e rápido, assim como França, sabia lançar, armar o time e era muito inteligente.

Em resumo, antes do Luis Fabiano, tivemos Leônidas, Friedenreich, Toninho Guerreiro, França e Careca. De novo, não estou menosprezando o Luis Fabiano, apenas analisando o jogador tecnicamente. Seu estilo era matador, colocar a bola no gol, nisso, ele compete com Serginho Chulapa e Gino Orlando, e nesse ponto, acredito que Serginho e Luis estejam empatados, um pouco a frente de Gino.

Careca entre os maiores do país

A discussão se encerra quando entramos nesse debate. Qualquer lista dos melhores camisa 9 que o país teve, nomes como Coutinho, Reinaldo, Adriano, Ronaldo, Leônidas, Romário, Roberto Dinamite, Tostão estão na lista. E Careca também. Luis Fabiano, não.

Estamos falando de camisas 9 que foram grandes lendas em seus times e na seleção. Adriano, por exemplo, poderia ter ido mais longe se a cabeça fosse melhor, Reinaldo, poderia ter ido mais longe se as lesões não acabassem com a sua carreira. Careca está nessa lista, ao lado de jogadores que foram considerados os melhores do mundo, como Ronaldo e Romário.

Em resumo

No São Paulo, Luis Fabiano não conquistou nada e não fez um único gol importante. Careca, tem 2 Paulistas e um Brasileiro pelo tricolor, e como protagonista. Careca não esteve no time dos sonhos, a seleção de 1982, por contusão, mas seria protagonista ao lado de Zico, Sócrates, Falcão, Eder e Cerezo. Muitos acreditam que se Careca fosse o titular, a história seria outra, possivelmente seria.

Luis é o 3º artilheiro do São Paulo, ou seja, até no tricolor, Careca é superior a Luis, portanto, com fatos apresentados, debate encerrado!


Felipe Morais. Publicitário, apaixonado pelo São Paulo Futebol Clube. Sócio da FM Planejamento, Palestrante sobre marketing digital, comportamento de consumo e inovação. Autor dos livros Planejamento Estratégico Digital (Ed. Saraiva) e Ao Mestre com carinho, o São Paulo FC da era Telê (Ed Inova) – www.livrotele.com.br

*A opinião do colunista não reflete a opinião do site

Comente com sua conta do Facebook: