O momento de Brenner é indiscutível, mas Gabriel Sara também merece destaque

Falo por mim, eu era uma grande crítica de Gabriel Sara e não via motivos para Fernando Diniz mantê-lo na equipe titular do São Paulo. Como me enganei, e que bom!

É de uma imensa alegria quando um jogador me surpreende positivamente, frustrante é quando acontece ao contrário. Você cria expectativas e não era nada daquilo. Nós, torcedores do São Paulo, entendemos muito bem disso.

No entanto, Gabriel Sara vem sendo muito importante para o Tricolor Paulista. Como o próprio título da coluna traz, o momento e a qualidade de Brenner são indiscutíveis, são 13 gols nos últimos 11 jogos, 17 gols no ano e artilharia do time em 2020. Merece todo o reconhecimento e que assim continue.

Voltando a falar do Sara
Em 2020, ele soma 24 jogos, cinco gols e duas assistências. No Morumbi, participou de cinco gols nas últimas quatro partidas.

Ele chegou ao São Paulo em 2013 e ganhou praticamente tudo jogando na base, fazendo a sua estreia no profissional no final de 2017 no empate em 1×1 do Tricolor com o Bahia pelo Brasileirão. Depois retornou à base em 2018 e ganhou chances com Cuca no profissional novamente no ano passado.

Os títulos de Sara pela base do São Paulo:

  • Aspire Tri-Series Sub-20 – 2017
  • Campeonato Paulista Sub-15 – 2014
  • Campeonato Paulista Sub-17 – 2016
  • Copa do Brasil Sub-20 – 2018
  • Copa Ouro da APF Sub-20 – 2017
  • Copa RS Sub-20 – 2017
  • Future Cup Sub-20 – 2017
  • Supercopa do Brasil Sub-20 – 2018
  • Taça Belo Horizonte – 2016
  • Copa São Paulo de Juniores – 2019

No entanto, em janeiro desse ano ele precisou passar por uma cirurgia devido a uma lesão no quinto metatarso do pé esquerdo. Recuperado, o meia voltou a treinar e ganhou confiança de Fernando Diniz, tornando-se titular.

Que os meninos da base continuem a brilhar.
Brenner, Gabriel Sara, Luan, Diego Costa, Igor Gomes, Paulinho e quem mais vestir a camisa do São Paulo!

Reveja o primeiro gol do Tricolor contra o Flamengo pela primeira partida das quartas de final da Copa do Brasil que começa com Luan, que toca para Juanfran, chegando em Gabriel Sara que dá passe certeiro para Brenner finalizar e marcar.

Abaixo, as estatísticas de Gabriel Sara nesta partida:

*A opinião do colunista não reflete a opinião do site

Foto: São Paulo FC

Comente com sua conta do Facebook: