Opções de mercado para as posições carentes do São Paulo

Por Leonardo Muniz – Esportudo

Que o ano de 2017 não está sendo bom para o São Paulo, isso não é novidade para ninguém. É mais do mesmo. Mas aqui vamos colocar uma lista de possíveis jogadores que, ou estão em final de contrato com os seus clubes ou poderiam ser negociados pela diretoria tricolor para 2018.

O único tricampeão Mundial do futebol brasileiro hoje sofre com peças que não “engrenam” e algumas posições são constantemente questionadas em campo. Nas arquibancadas, o pedido de novos jogadores é comum a quase todos. Um goleiro, um zagueiro para atuar ao lado de Arboleda, laterais, um meia armador (que dê gols ao artilheiro Pratto), e atacantes de lado velozes e habilidosos são os pedidos. São “apenas” essas peças que o Tricolor precisa correr atrás para reforçar o seu elenco e não deixar o ano que vem ser igual a 2017.

Goleiros

Para esta posição, uma das que o clube mais carece desde a saída do Mito Rogério Ceni, a diretoria tricolor deveria fazer uma proposta direta para dois times cariocas: Botafogo e Fluminense. Ambos possuem dois goleiros bons no elenco, sendo que um de cada clube é tido como “medalhão” e supostamente não reagiria bem a uma posição reserva.

Os cartolas paulistas deveriam se reunir com os cariocas para negociarem os jogadores. Em uma mesa estariam as luvas do goleiro 1, as luvas do goleiro 2 e uma quantidade de dinheiro para a compra do jogador. A diretoria de um dos clubes do Rio de Janeiro deve escolher duas dentre as três opções, desta forma ou vendendo um dos jogadores ou abrindo mão do dinheiro.

Jefferson (R$ 9,5 mi*) / Gatito Fernandez – Botafogo (R$ 11,5 mi*)

No Botafogo isso acontece com os goleiros Jefferson, grande ídolo do clube, e Gatito Fernandez, que realiza um excelente ano defendendo a meta do Glorioso. Nenhum dos dois aceitaria a reserva do time de Jair Ventura. Jefferson mira uma possível terceira vaga na Copa do Mundo da Rússia em 2018 e precisa de ritmo, já Gatito vive grande fase e não quer “quebrar o ritmo” ficando no banco.

Diego Cavalieri (R$ 8,6 mi*) / Júlio César – Fluminense (R$ 2,9 mi*)

Nas Laranjeiras o papo é o mesmo, um dos dois goleiros seria um ótimo negócio para o Tricolor Paulista. Diego Cavalieri e Júlio César se revezaram durante o ano no gol do Flu após alguns jogos ruins do ex-jogador do Liverpool.

Jean – Bahia (R$ 6,8 mi*)

Outro nome da posição que se destaca no Brasileirão  2017 é o jovem goleiro do Bahia, Jean. O “menino” de 22 anos disputou todas as 35 partidas defendendo o Tricolor Baiano e pode ser um dos responsáveis por levar novamente o time para a Libertadores após quase 30 anos (última participação em 1989). O pai do jogador disse em entrevista ao Lance!  que ele gostaria de jogar no São Paulo. “O Jeanzinho me confidenciou o desejo de jogar no São Paulo. Se a proposta chegar, ele quer ir”,  disse o pai do goleiro. Durante essa semana a negociação avançou mais um pouco e o atleta está próximo do acerto.

Laterais

As laterais do São Paulo sempre foram um certo problema. Raras exceções como Cicinho, Junior e Souza se salvam na posição desde o ano de 2005. Podemos incluir Mena e Álvaro Pereira na lista após boas passagens, mas, como muitos, descartados pela diretoria. Os dirigentes tricolores erram muito na hora de contratar para essa posição. Estrangeiros foram (e ainda são) tidos como a bola da vez para resolver os problemas e nomes como Clemente Rodriguez, Adrián González, Saavedra, Ivan Piris e Reasco foram os maiores “trunfos” que nunca deram certo com a camisa tricolor.

Zeca – Santos (R$ 7,7 mi*)

Formado na ótima base do time do litoral paulista, o jogador recentemente foi alvo de críticas e agressões da torcida e, na justiça, pediu a rescisão contratual com o clube, que foi negada. Desta forma, o jogador de 23 anos, que atua nas duas laterais, estaria de saída do Peixe e busca um novo clube para se transferir. Seria uma opção para as duas laterais do Tricolor Paulista.

Mena – Sport (R$ 9,6 mi*)

Jogador chileno, que atuou em 2016 na lateral do São Paulo durante toda a campanha até a semifinal da Libertadores , recebia elogios e era um nome de confiança daquele elenco do técnico argentino Bauza. Estava emprestado pelo Cruzeiro e retornou ao fim do ano, com proposta de mais um novo período de empréstimo. O clube preferiu Buffarini e Júnior Tavares.

William – Wolfsburg/ALE (R$ 15,4 mi*)

Formado na base do Internacional de Porto Alegre, foi vendido para o clube alemão em junho deste ano, mas desde que chegou não atuou muito. Foram apenas quatro partidas pela Bundesliga e por não ser aproveitado, o clube tricolor monitora a situação para propor um possível empréstimo, ou outra modalidade, para contar com o futebol do garoto de 22 anos que estava no elenco da Seleção Brasileira campeã Olímpica em 2016.

Zagueiros

Talvez a posição que mais “apanhou” neste ano de 2017, e quem sabe seja a principal responsável pelos resultados negativos do clube no campeonato. No início do ano, com Maicon e Rodrigo Caio, o clube não conseguia engatar vitórias, pois na maioria dos jogos tomava gols e assim sofria a derrota.

Em junho, com a venda de Maicon para a Turquia e a chegada do equatoriano Arboleda, o cenário mudou. Rodrigo Caio, que era tido como o melhor zagueiro do elenco, viu o novo contratado cair nas graças da torcida e ser o atual “xerifão”. O estilo “zagueiro-zagueiro” do camisa 4 agrada técnico, comentaristas e torcedores. “Arrumou” a zaga no seu setor. O Tricolor ainda espera vender o promissor camisa 3 e para isso precisa buscar um nome que, de uma vez por todas, solucione os problemas no último setor do campo.

Henrique – Fluminense (R$ 11,5 mi*)

O experiente zagueiro, que já passou pelo futebol italiano e pelo rival vizinho de muro do tricolor, é uma das principais peças do elenco do clube carioca em 2017.

Bressan – Grêmio (R$ 5,8 mi*)

O zagueiro gremista de 24 anos é uma boa opção para a defesa do São Paulo. Podendo já assinar um pré-contrato com qualquer equipe, o jogador seria uma importante reposição para a saída de Rodrigo Caio, formando boa dupla com Arboleda.

Manoel – Cruzeiro (R$ 13,5 mi*)

Após grande destaque jogando com a camisa rubro-negra do Atlético Paranaense, Manoel hoje divide a zaga com Léo, Digão e o garoto Murilo. Algumas vezes é titular na equipe celeste. Em 2014, antes de se transferir para Belo Horizonte, o jogador havia negociado com o São Paulo. A vinda dele pode ser boa ao clube, que carece na posição, e para o jogador, que procura maior sequência de jogos.

Dedé – Cruzeiro (R$ 7,7 mi*)

Marcado por contusões, o zagueiro de 29 anos formado pelo Vasco da Gama, pode ser mais um caso de negociação com o Reffis da Barra Funda. Assim como outros jogadores que foram ao CT para se tratar das lesões e acabaram atuando pelo São Paulo ao menos seis meses, o defensor, que tem contrato até 2018 e ainda convive com machucados, pode ter uma oportunidade de voltar a jogar em alto nível e com sequência de partidas.

Meias

A posição do camisa 10, o jogador mais brilhante e criativo do elenco, o atleta que usa o mesmo número que o Rei do futebol usava. Dos pés do craque do time se esperam lances de genialidade, assistências, gols, mas acima de tudo isso, que ele seja o cara do time. Para essa posição, o Tricolor Paulista contou com um dos seus maiores ídolos: Raí, e recentemente com Paulo Henrique Ganso, que esbanjava genialidade nos passes para gol.

Atualmente o time carece deste tipo de jogador. O atacante argentino Pratto, que depende de bolas enfiadas para concluir em gol, briga com adversários no meio do campo para armar alguma jogada de perigo. Hoje o peruano Cueva arma as jogadas, mas não assiste o argentino. O elenco atual do Tricolor não sabe “dar gol”.

Arrascaeta – Cruzeiro (R$ 28,9 mi*)

O nome mais caro desta lista inteira, o uruguaio hoje alterna na meia do clube mineiro com Thiago Neves e seria mais que titular no meio-campo paulista ao lado de Cueva, dividindo a responsabilidade de armação de jogadas.

Cazares – Atlético-MG (R$ 19,3 mi*)

Outro gringo que atua no meio-campo de um time mineiro, o baixinho equatoriano impressiona com a velocidade e os ótimos chutes com a perna direita. Recentemente, expôs certo descontentamento em amargar alguns jogos na reserva de Robinho e por isso “está no mercado” recebendo propostas. O meio-campo tricolor ficaria veloz e com qualidade a mais.

Gustavo Scarpa – Fluminense (R$ 19,3 mi*)

Jovem jogador de 23 anos do clube carioca seria peça importante com a camisa de outro Tricolor, o Paulista. Sua habilidade e bons passes com a canhota seriam uma ótima alternativa para Pratto fazer inúmeros gols. Recentemente, recebeu uma oferta da Turquia de cerca de 10 milhões de euros (o dobro do valor de mercado), porém, o clube carioca pediu 15 milhões de euros.

Camilo – Internacional (R$ 6,7 mi*)

Contratado junto ao Botafogo em agosto para ser uma espécie de “solução” para os gaúchos na segunda divisão, hoje, após cinco meses, o jogador não é mais aproveitado em Porto Alegre. Um armador com boa chegada dentro da área, Camilo, com já seus 30 anos, não possui mercado além do Brasil e a camisa do tri Mundial poderia ser uma importante vitrine.

Ederson – Flamengo (R$ 3,9 mi*)

Sofrendo com lesões no Rio de Janeiro, o meia, que viveu grande momento jogando pela italiana Lazio, hoje recupera forma física após a retirada de um tumor no testículo, ainda esse ano. O meia de quase 32 anos seria uma aposta do clube paulista para a posição, já que o jogador não atua há um grande tempo. Quando jogava na Itália, mostrava boa explosão em arrancadas e finalizações certeiras para o gol. O baixo valor de mercado pode viabilizar um possível empréstimo, ou até mesmo uma negociação concreta com os dirigentes cariocas do Flamengo.

Kaká – sem clube (R$ 5,8 mi*)

Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net

Após anunciar nos últimos meses que não renovaria o contrato com os americanos do Orlando City, Kaká criou grande alvoroço nos cartolas brasileiros, inclusive nos do São Paulo, o clube que lhe projetou para o mundo e que teve recente boa passagem. O jogador ainda não manifestou nada publicamente, mas, assim como Robinho está para o Santos, Kaká está para o São Paulo. O jogador é esperado pelos torcedores para o ano de 2018 e, assim como em 2015 na sua última passagem, é esperado o mesmo bom futebol do último brasileiro a conquistar uma Bola de Ouro da FIFA. O contrato do jogador com os americanos se encerra em dezembro de 2017.

Atacantes

Fernandinho – Grêmio (R$ 4,8 mi*)

O jogador que já atuou com a camisa do clube paulista, hoje não é titular absoluto no Tricolor Gaúcho, mas é uma opção que quando entra em campo, agrada aos torcedores e à comissão técnica. Quando jogou no São Paulo, apresentava uma certa limitação e só tinha uma jogada. Hoje o jogador bate até faltas no sul e, ao lado de Pratto, poderia ser uma válvula de escape pelos lados do campo, e até um grande garçom do argentino.

Rafael – Borussia Mönchengladbach/ALE (R$ 19,3 mi*)

Um dos maiores destaques do futebol alemão, o “maestro” brasileiro declarou em entrevista exclusiva ao Fox Sports que se pudesse escolher, atuaria no São Paulo ou no Ceará. Essa afirmação do meia poderia ser o início de conversas para realizar essa vontade. Mas, depois da classificação para a UEFA Champions League, o jogador ganhou um status maior e seria difícil tirá-lo do clube atual.

Aloísio “Boi Bandido” – Hebei Fortune/CHN (R$ 12,3 mi*)

Jogador que é muito querido pela torcida tricolor devido a sua entrega dentro de campo e também os gols feitos, está em final de contrato com o clube chinês e poderia reforçar o Tricolor em 2018 ao lado do 9 argentino. Seria o segundo atacante rápido que o clube procura para o ataque. A torcida apoia nas redes sociais o retorno do “Boi Bandido”.

**Valores de mercado retirados do site “Transfermarkt.com

Comente com sua conta do Facebook: