OPINIÃO: eliminados de uma competição que não era nem para estarmos disputando

A vaga para a Sul-Americana foi para o São Paulo nada além do que um ‘prêmio de consolação’ por não ter conseguido avançar na Copa Libertadores, mas também não ter ficado em último do seu grupo.

Afinal, fomos melhores apenas que o Binacional que ficou com 3 pontos, e o São Paulo com 7. Os pontos conquistados pelos peruanos, aliás, foi devido à vitória em cima do Tricolor na primeira rodada da fase de grupos por 2×1.

Eu não consigo me conformar de maneira alguma que um clube com a grandiosidade do São Paulo Futebol Clube que tem três Libertadores não conseguir avançar para as oitavas de final da competição que era tão temido. Então, sim, a Sul-Americana foi o que nos restou.

E estivemos apenas a passeio. Na Argentina saímos na frente do placar contra o Lanús e eles viraram. No Morumbi, quem saiu na frente foram eles, contudo, conseguimos marcar QUATRO gols, para tomar o que nos deixaria de fora do torneio nos acréscimos e dizer adeus a mais uma chance de título.

Difícil eleger um, dois ou três culpados. Os erros são vários, mas fica difícil para elogiar também. Reconheço a vontade do time em campo, que vinha de uma considerável vitória sobre o Flamengo no final de semana. Todavia, como bem sabemos o time Tricolor é instável, faz um jogo bom e três ruins.

Quando a defesa está bem, como no ano passado, o ataque foi o pior da história do clube. Quando o ataque faz diversos gols por jogo, a defesa toma outros tantos. Assim fica difícil, pois para se conseguir avançar em competições mata-mata é preciso ter equilíbrio, saber controlar as vantagens que se obtém ao longo da partida e assim conquistar os resultados.

Sofremos na Copa do Brasil contra o Fortaleza, mas pelo menos nos classificamos. Já ontem, nem a sorte estava ao nosso lado e parece que tudo aconteceu ao contrário. Tivemos a sensação de triunfo, que durou pouco minutos até o sentimento de mais uma dentre tantas eliminações ressurgir.

Para trazer números, essa foi a 23ª eliminação desde o último título que conquistamos no dia 12 de dezembro de 2012, justamente da Copa Sul-Americana.

O que nos resta é continuar torcendo para que esse time consiga avançar na Copa do Brasil e se manter entre as primeiras colocações do Campeonato Brasileiro.

Só que para nós, torcedores, cada eliminação é uma dor diferente. Salve o Tricolor Paulista…

*A opinião do colunista não reflete a opinião do site

Foto: Rummens

Comente com sua conta do Facebook: