Luciano
Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net

A atual fase do São Paulo é ótima e nem o mais esperançoso torcedor esperava essas chances claras de ser campeão da Copa do Brasil e do Brasileirão. Porém, algumas eliminações recentes provam que o tricolor precisa entrar com sangue nos olhos para vencer o Grêmio de Renato Gaúcho.

O QUE É O SANGUE COPEIRO?

O time escalado por Fernando Diniz toca bem a bola e sabe envolver o adversário. Porém, ter sangue copeiro é muito mais do que isso. Em jogos eliminatórios (de copa), diferente de jogos de liga (campeonato brasileiro) nem sempre o futebol bonito ou a regularidade vence.

Sangue copeiro nada mais é que crescer no momento mais importante do jogo, não tremer na hora H e ter malícia nos momentos em que o Grêmio estiver melhor na partida.

Na real, o time precisa resgatar aquele São Paulo que infelizmente ficou um pouco no passado. Um time muito temido pelos adversários.

Brenner é o artilheiro do São Paulo em 2020 com 20 gols marcados
Foto: Rubens Chiri / São Paulo FC

GRÊMIO É COPEIRO E PERIGOSO

Não se engane. O Grêmio foi sim atropelado pelo Santos na Libertadores. Porém, Renato Gaúcho ainda tem um time copeiro em mãos. Além disso, o folclórico professor Portaluppi é quem está há mais tempo no comando técnico de uma equipe no Brasil. E em segundo lugar vem Fernando Diniz.

São Paulo x Grêmio
Foto: Rubens Chiri / São Paulo FC

Provavelmente, o tricolor gaúcho vai apostar na velocidade de Pepê e no bom momento de Diego Souza. E também é um time que gosta de dominar o meio campo e aposta muito nas infiltrações de Pepê e na qualidade de Jean Pyerre. É por ali que o São Paulo vai precisar morder e não deixar os meias se criarem.

Por isso, Daniel Alves vai ser mais uma vez fundamental, como no duelo contra Gerson, do Flamengo.

Enfim, eu e toda a torcida esperamos um time corajoso, que tenha raça e peito para enfrentar o Grêmio de igual para igual. Mais que um bom futebol, queremos espírito e sangue copeiro na veia e nos olhos.

Já dizia Fernando Diniz: “Vamo jogar São Paulo”.


Gabriel Augusto. Gabriel é Redator, tem 27 anos e é um dos maiores Corneteiros de sofá do SPFC. Perfil no Twitter (@augustopontotxt)

*A opinião do colunista não reflete a opinião do site