São Paulo deveria encarar o Paulista 2020 como pré-temporada!

Caros Tricolores, Tri-Campeões Mundiais. Que comece um novo ano e uma nova década! Para o São Paulo, pode significar uma nova vida, com o final de uma década tenebrosa.

De qualquer forma, o calendário do futebol brasileiro segue inescrupuloso e cruel com os clubes. O problema é que não podemos reclamar disso, já que ele é complicado para todos os clubes que disputam títulos conosco.






Daqui há exatos 20 dias (22 de Janeiro), teremos a estreia no Campeonato Paulista diante do Água Santa, no Morumbi. No entanto, a equipe se reapresenta oficialmente na segunda-feira, dia 6 de Janeiro, para começar os trabalhos para esta temporada, o que nos dá exatos 15 dias de pré-temporada; um absurdo.

Por isso, na minha opinião, Fernando Diniz e toda a diretoria deveria abraçar a ideia de que o Campeonato Paulista deveria sim ser usado como pré-temporada. Darmos chances a mais garotos, rodar mais o elenco jogo a jogo, enfim, fazer um trabalho de preparação digno, aproveitando um campeonato competitivo mas que, mesmo com essa ideia, nos proporciona a chance de brigarmos pelo título.

Diferente do ano passado, a Libertadores começa mais tarde, já que estamos na fase de grupos, face ao ano passado, quando disputamos a pré-Libertadores e caímos para o Talleres-ARG. Desta vez, não teremos o risco de “atropelar” a preparação física de jogadores importantes. E muito menos aquela porcaria de Flórida Cup, que só serve para dar dinheiro, para os outros.

Vale considerar também o fato de que temos o mesmo treinador do ano passado, o que não deixa de ser positivo. Fernando Diniz pode não ter agrado muito, mas é sim um técnico promissor e merece, ao menos, a chance de começar o seu trabalho junto com a temporada, e não apenas no final de Setembro (como fez em 2019), para mostrar a que veio.

Temos um elenco absurdamente qualificado, que precisa da retomada no aspecto físico para fazer jus aos nomes de peso que temos. Ainda temos Hernanes, Pato, Volpi em definitivo, os retornos de Éverton e Rojas, Dani Alves, Juanfran, Bruno Alves, Arboleda, Tchê Tchê, Antony, Igor Gomes…

Será que nosso ano de 2020 tende a ser tão ruim assim?

Por Igor Martinez

*A opinião do colunista não reflete a opinião do site.

Foto: Rummens

Comente com sua conta do Facebook: