TRIbuna do Braga – Quanto vale o Estadual?

A TRIbuna do Braga é escrita pelo Rodrigo Braga em todas às sextas.

Sábado começa oficialmente a temporada 2019 para o São Paulo. A estreia no Paulista contra o Mirassol, no Pacaembu, está cercada de expectativa.

A curiosidade por começar a ver em jogos valendo de verdade os reforços da temporada divide espaço com a dúvida se é hora de dar importância ao Paulista, ou usá-lo como extensão da pré-temporada, já que o principal jogo do ano é no próximo dia 6 de fevereiro, contra os argentinos do Talleres?






Não é tão fácil quanto parece tomar esta decisão. Estar há tanto tempo sem títulos torna o ambiente muito tenso, e aí não dá nem pra cogitar uma campanha “meia boca” no Estadual. A receita, eu diria, é dosar bem este início de temporada. Até a estreia na Libertadores, de fato, é preciso priorizar o “ganho técnico” do elenco, que precisa chegar até lá na melhor forma possível, e pra isso os cinco jogos do Paulista, incluindo um clássico, serão importantes. Mas se não ganhar, e até mais do que isso, se não jogar bem, eles só servirão para aumentar a pressão que já está bem grande.

Depois que os confrontos da Pré-Libertadores passarem, e todos esperamos que com o Tricolor garantido na fase de grupos, aí sim é possível administrar o elenco na primeira fase do Paulista para chegar ao mata-mata em condições não só de acabar com o jejum de 14 anos sem títulos, mas também de acabar com a maldição de nesse período não ter passado nem da semifinal. Então, a resposta para a pergunta do título é a seguinte: para o São Paulo, em 2019, o Estadual vale muito. O desafio de Jardine, Raí e companhia é fazer isso não atrapalhar o restante da temporada.

Desnecessário

A ida à Flórida para a pré-temporada tinha muitos críticos, eu entre eles. Na prática, deu a lógica. Jardine imaginava os jogos para fazer testes, e não poderia ser diferente. Mas as derrotas, por mais que na minha opinião pessoal não tenham importância nenhuma, acabaram por aumentar a pressão sobre o trabalho dele, e isso não tem nada a ver com a Flórida Cup, e sim com o ambiente atual do clube. Aí quase ninguém enxergou, por exemplo, que o time titular venceu o time titular do Ajax por 1 a 0 no primeiro tempo do confronto, e com uma proposta de jogo interessante, e foi dada importância bem maior às falhas do segundo tempo, quando o jogo já tinha virado uma pelada de casados x solteiros. Tudo desnecessário para um início de ano que por si só já é cercado de pressões. Só espero que a conta da Flórida Cup tenha ficado apenas nisso.

Desafio dos 10 anos

O período 2009-2019 virou tema de um desafio famoso nas redes sociais. No caso do São Paulo, convenhamos, não há muito a comemorar nestes 10 anos, muito pelo contrário. Mas há, sim, muito a aprender. Tenho convicção que o pior já passou e que 2019 pode sim significar o início da retomada tricolor. Então, que o tal desafio sirva para que se olhe para os erros para que eles não sejam mais repetidos.  

Elenco fechado?

Será que o elenco do São Paulo para 2019 já está fechado? Acho que ainda não. Se estiver, penso que este elenco é suficiente para que o Tricolor possa fazer uma boa temporada. Vamos aguardar.

Rodrigo Braga

Rodrigo Braga. Tenho 40 anos, sou um paulista, paulistano e são-paulino radicado em Santa Catarina, onde há mais de 20 anos atuo como jornalista. Fui editor de esporte e participei de coberturas de Copa do Mundo, Jogos Pan-Americanos e outros eventos internacionais. Sou louco por futebol, mas, principalmente, sou louco pelo São Paulo Futebol Clube.

*A opinião do colunista não reflete a opinião do site

Foto: Rummens

Comente com sua conta do Facebook: