Visão Tricolor – Paciência, torcida Tricolor!

Visão Tricolor é a coluna semanal do setorista do Tricolor Giovanni Chacon, que trará pitacos e algumas informações pré-rodada de domingo! Confira aqui o índice da coluna.

Torcida é, a meu ver, nada mais do que um conjunto de ações e emoções que se transformam numa paixão – e por vezes em amor condicional – por algo.

É fato, o torcedor Tricolor quer, precisa, suplica por um título. Desde 2012 não levanta uma taça. Os rivais se divertem e zombam o são-paulino, que responde com sua galeria de troféus. Justo, rivalidade e a brincadeira faz parte do dia a dia do futebol, e é essencial para a manutenção do esporte.

Porém, o torcedor Tricolor que cobra resultado imediato, peca em sua atitude. Imaginemos que 2019 não comece da forma que o torcedor gostaria. O São Paulo de André Jardine – nome tão qualificado e competente para a posição de treinador – cai na Pré-Libertadores. O torcedor tratará como inadmissível. Mas, esse é o pior dos cenários. Vamos abrandar…

O São Paulo chegou à fase de grupos da Copa Libertadores, o maior título para o torcedor Tricolor sem sombra de dúvidas. Mas, perdeu o Paulistão novamente.

“Pablo pipoqueiro”, “Volpi não é tudo isso”, “Eu sabia que esse Biro Biro era uma furada”. Todo o discurso feito na pré-temporada, foi por água a baixo.

O imediatismo mata o projeto. Jardine tem um estilo próprio e bem claro. Uma proposta de futebol ofensivo, com entrega física total. A contratação de Carlinhos Neves é essencial para que o projeto de Jardine dê certo.

Não espere o São Paulo segurando o jogo caso esteja vencendo o Palmeiras por 1-0 no Allianz Parque no Paulistão. Jardine irá pra cima. Se tomar 5 gols, tentará marcar 6 e vencer.

A defesa não é importante? Claro que sim. Mas o futebol que Jardine prega é o ofensivo. E assim será.






Agora, voltando ao ponto principal. Dê tempo, torcedor. Dê tempo ao jogador que você não gostou em 2018. Dê tempo ao futebol diferente de Jardine. Dê tempo ao são Paulo que você não está acostumado a ver. A cobrança existirá, e deve existir. Só não termine com o projeto, antes mesmo de ganhar alguma forma.

Giovanni Chacon

Giovanni Chacon é jornalista em formação e setorista do São Paulo FC na Rádio Jovem Pan. Acompanha o dia a dia do Tricolor e arrisca dar seus pitacos lá e aqui. Fanático pelo futebol, desde o europeu, até o africano.

*A opinião do colunista não reflete a opinião do site

Foto: Rummens

Comente com sua conta do Facebook: