Caminho do Tri-Hexa: Quebra do embalo no Sul

No dia 23 de julho de 2008 (quarta-feira), no estádio Beira-Rio, houve o confronto entre Internacional e São Paulo, válido pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro. O tricolor buscava a sua quarta vitória consecutiva no torneio nacional, e tinha o objetivo de alcançar definitivamente a zona da Libertadores.

O jogo

O técnico Muricy Ramalho tinha os desfalques do zagueiro Alex Silva e do meia Hernanes. Os atletas não ficaram disponíveis, em virtude de integrarem os convocados da Seleção Brasileira Olímpica sub-23, rumo a disputa dos Jogos Olímpicos de Pequim na China.

Sendo assim, o treinador promoveu o esquema 4-4-2; e colocou como novidades entre os titulares, o lateral direito Jancarlos e Juninho ao lado de André Dias na zaga. Pelo outro lado, havia um forte time do Internacional. Com um quarteto técnico e rápido com Andrezinho e Alex no meio campo. E, os atacantes Taison e Nilmar.

Primeiro tempo com gol mal anulado e falha na defesa tricolor

A partida, iniciou com o São Paulo mais no campo de defesa e explorava a velocidade do seu ataque. Além disso, com Jorge Wagner e Hugo na armação, o Tricolor investia em sua melhor jogada, os chutes de longe e a bola parada. Ou seja, aproveitava as melhores chances de forma cirúrgica. Foi o que aconteceu!

Aos 22’, em bola de escanteio pela direita, Jorge Wagner cobrou, a zaga rebateu.  A bola retornou ao camisa 7 que ajeitou e cruzou novamente. A dita cuja, chegou na área e Dagoberto entre a zaga adversária cabeceou direto ao gol. O auxiliar Gilson Coutinho anulou o gol e o arbitro Heber Roberto Lopes sinalizou irregularidade. Só que o camisa 25, estava em posição legal e a arbitragem cometeu um erro grave. Prejudicando o Tricolor!

Aos 34’, o lateral Ângelo recebe pela direita, finaliza e a gorducha rebate em Richarlyson e vai em direção Juninho. O zagueiro, deixa a bola passar e Nilmar chega à frente e chuta no contra-pé de Ceni e abriu o placar em favor ao Internacional.

Segunda etapa com falta de efetividade na armação.

Na volta do intervalo, o São Paulo tentou ser mais agressivo no lado ofensivo e buscar os espaços pelos lados. Mas, a falta de um meia armador, responsável pela criação de gols aos atacantes, foi sentida. A ausência de Hernanes na equipe, fez diferença ao decorrer do duelo. Pelo fato, do meia do clube paulista ter características de distribuição de jogadas com qualidade.

Além disso, o sistema defensivo são-paulino, não encaixou a marcação. Tanto que, sofreu com a rapidez da agremiação gaúcha. Apesar do duelo de finalizações ser equilibrado com 10 (INT) e 9 (SPO), não surtiu efeito pelo lado tricolor. Tendo em vista, que o Clube da Fé foi pouco efetivo e o Colorado principalmente nos contragolpes em velocidade, foi letal. O que resultou no segundo gol!

Aos 17’, em transição rápida, Alex no meio campo, lançou Andrezinho, o jogador aproveitou o espaço da defesa e passou para Nilmar. O camisa 9, em posição legal, ficou de cara com Rogério Ceni e chutou no canto direito da meta e acertou o fundo da rede. Ampliando o marcador e decretando a vitória do Internacional!  

Com o revés, o embalo de uma arrancada no torneio, foi interrompida. Com isso, os comandados de Muricy Ramalho permanecem com 23 pontos e ocupa à quinta posição na tabela de classificação. 

Ficha técnica

Internacional 2 x 0 São Paulo – 14ª Rodada

Internacional
Clemer, Ricardo Lopes (Ângelo), Danny Morais, Índio, Ramon, Guiñazu, Edinho, Andrezinho, Alex, Taison (Walter) e Nilmar.
Técnico: Tite.

São Paulo
Rogério Ceni, Jancarlos (Jean), Juninho, André Dias, Richarlyson, Zé Luís, Joílson, Jorge Wagner, Hugo (Sérgio Mota), Eder Luís (Aloísio) e Dagoberto.
Técnico: Muricy Ramalho.

Local: Estádio Beira-Rio, Porto Alegre, RS
Data: 23 de julho de 2008
Horário: 21:45 (Horário de Brasília)
Árbitro: Heber Roberto Lopes (SC)
Cartões Amarelos: Ramon (INT), Índio (INT), Ângelo (INT) e Guiñazu (INT)
Gols: Nilmar (INT) 35’ do primeiro tempo / Nilmar (INT) aos 17’ do segundo tempo.  

Melhores Momentos

Confira os jogos anteriores

1ª Rodada – São Paulo 0 x 1 Grêmio
2ª Rodada – Athletico 1 x 1 São Paulo
3ª Rodada – São Paulo 1 x 1 Coritiba
4ª Rodada – Santos 0 x 0 São Paulo
5ª Rodada – São Paulo 5 x 1 Atlético/MG
6ª Rodada – Flamengo 2 x 4 São Paulo
7ª Rodada – São Paulo 1 x 0 Sport
8ª Rodada – Cruzeiro 1 x 1 São Paulo
9ª Rodada – São Paulo 1 x 1 Ipatinga
10ª Rodada – Náutico 2 x 1 São Paulo
11ª Rodada – São Paulo 2 x 1 Palmeiras
12ª Rodada – Vitória 1 x 3 São Paulo
13ª Rodada – São Paulo 2 x 1 Botafogo


Alan Ribeiro Gomes. Tenho 27 anos, formado em Jornalismo e atualmente faço graduação em Educação Física. A torcida pelo São Paulo Futebol Clube iniciou através de meu pai desde criança. A partida decisiva da final do Campeonato Paulista de 1998 foi um dos grandes marcos em minha vida. Ao longo dos anos, a paixão pelo tricolor só aumentou, independente de vitórias ou derrotas. Acompanhar o Clube da Fé é algo que faz parte da minha vida.

Foto: UOL Esporte

Comente com sua conta do Facebook: