No Estádio do Canindé, o São Paulo visitou a Portuguesa em jogo válido pela trigésima quarta rodada do Campeonato Brasileiro de 2008. A partida era muito importante para o Tricolor que buscava se isolar na liderança da competição.

O jogo

Sem Hugo suspenso, o técnico Muricy Ramalho manteve o esquema 3-5-2. Com isso, a formação tática se desenvolveu entre os volantes Zé Luís, Jean e Hernanes, mais adiantado para armar as jogadas.

Primeiro tempo com artilheiros inspirados

Logo no início, aos 8’, Jorge Wagner cruzou e o goleiro Gottardi falhou, a bola sobrou limpa para Borges empurrar as redes. Tirando o placar do zero.

Porém, do outro lado havia um goleador em grande fase, Jonas, destaque da Lusa no Brasileiro. Aos 42, o camisa 7 recebeu, cortou André Dias e de perna esquerda, finalizou no canto direito de Ceni. A Portuguesa igualou!

Não deu tempo de comemorar o empate, já que aos 45, em boa tabela de Dagoberto e Borges, o camisa 17, recebeu de volta e soltou o chute sem chances para o arqueiro lusitano, colocando o Tricolor novamente à frente.

Etapa complementar com emoção no final

No segundo tempo, a partida foi  muito disputada e equilibrada. Com emoções e nervosismo para as torcidas. As duas equipes, dentro da proposta, rendia ao espetáculo. No minuto 25, Felipe Gabriel recebeu o passe da lateral e cruzou na linha de fundo, a gorducha foi de encontro a Jonas que sozinho tocou de cabeça, igualando novamente o clássico.

Mas, a tarde-noite dos artilheiros, tinha um predestinado: Borges. Aos 42, Hernanes bateu escanteio, Zé Luís desviou e o atacante em cima da linha, tocou para definir o confronto.

Os jogadores da Lusa reclamaram de impedimento, porém, o atleta estava em posição legal. O tento, decretou o duelo.

Placar final de 3 a 2 para o São Paulo.

A vitória, fez a equipe alcançar os 65 pontos na tabela e isolar na liderança do torneio.

Ficha técnica

Campeonato Brasileiro 2008

Portuguesa 2 x 3 São Paulo – 34ª Rodada

Portuguesa
Gottardi; Halisson, Bruno Rodrigo e Erick; Preto, Gavillán (Wilton Goiano), Raí, Fellype Gabriel (Aderaldo) e Athirson; Jonas e Edno.
Técnico: Estevam Soares

São Paulo
Rogério Ceni; Rodrigo, André Dias e Miranda; Joilson (Éder Luis), Zé Luis, Jean, Hernanes e Jorge Wagner; Dagoberto (Richarlyson) e Borges.
Técnico: Muricy Ramalho

Local: Estádio do Canindé, São Paulo-SP
Data: 08/11/2008
Horário: 18:15
Árbitro: Wilson Luiz Seneme (SP)
Assistentes: Ednilson Corona (SP) e Emerson Augusto de Carvalho (SP)
Renda: R$ 507.608,00
Público: 19.744 pagantes
Gols: Borges, aos 8min e aos 46min e Jonas, aos 41min do 1º tempo. Jonas, aos 27min e Zé Luis, aos 43min do 2º tempo
CartõeAmarelos: Bruno Rodrigo (32min/1º), Gavillán (40min/1º), Jonas (43min/1º), André Dias (4min/2°)

Melhores Momentos

(Caso não consiga visualizar o vídeo, clique aqui)

Confira os jogos anteriores

1ª Rodada – São Paulo 0 x 1 Grêmio
2ª Rodada – Athletico 1 x 1 São Paulo
3ª Rodada – São Paulo 1 x 1 Coritiba
4ª Rodada – Santos 0 x 0 São Paulo
5ª Rodada – São Paulo 5 x 1 Atlético/MG
6ª Rodada – Flamengo 2 x 4 São Paulo
7ª Rodada – São Paulo 1 x 0 Sport
8ª Rodada – Cruzeiro 1 x 1 São Paulo
9ª Rodada – São Paulo 1 x 1 Ipatinga
10ª Rodada – Náutico 2 x 1 São Paulo
11ª Rodada – São Paulo 2 x 1 Palmeiras
12ª Rodada – Vitória 1 x 3 São Paulo
13ª Rodada – São Paulo 2 x 1 Botafogo
14ª Rodada – Internacional 2 x 0 São Paulo
15ª Rodada – São Paulo 3 x 1 Portuguesa
16ª Rodada – Figueirense 1 x 1 São Paulo
17ª Rodada – São Paulo 4 x 0 Vasco
18ª Rodada – Fluminense 3 x 1 São Paulo
19ª Rodada – São Paulo 2 x 1 Goiás
20ª Rodada – Grêmio 1 x 0 São Paulo
21ª Rodada – São Paulo 3 x 1 Athletico-PR
22ª Rodada – Coritiba 2 x 2 São Paulo
23ª Rodada – São Paulo 0 x 0 Santos
24ª Rodada – Atlético-MG 1 x 1 São Paulo
25ª Rodada – São Paulo 2 x 0 Flamengo
26ª Rodada – Sport 0 x 0 São Paulo
27ª Rodada – São Paulo 2 x 0 Cruzeiro
28ª Rodada – Ipatinga 1 x 3 São Paulo
29ª Rodada – São Paulo 1 x 0 Náuico
30ª Rodada – Palmeiras 2 x 2 São Paulo
31ª Rodada – São Paulo 2 x 1 Vitória
32ª Rodada – Botafogo 1 x 2 São Paulo
33ª Rodada – São Paulo 3 x 0 Internacional


Alan Ribeiro Gomes. Tenho 27 anos, formado em Jornalismo e atualmente faço graduação em Educação Física. A torcida pelo São Paulo Futebol Clube iniciou através de meu pai desde criança. A partida decisiva da final do Campeonato Paulista de 1998 foi um dos grandes marcos em minha vida. Ao longo dos anos, a paixão pelo tricolor só aumentou, independente de vitórias ou derrotas. Acompanhar o Clube da Fé é algo que faz parte da minha vida.

Foto: GloboEsporte.com

Post anteriorFernando Diniz e o médico do SPFC falam sobre a lesão de Luciano
Próximo PostEstatísticas de Corinthians 1×0 SPFC: Brasileirão 2020
Alan Ribeiro Gomes. Tenho 27 anos, formado em Jornalismo e atualmente faço graduação em Educação Física. A torcida pelo São Paulo Futebol Clube iniciou através de meu pai desde criança. A partida decisiva da final do Campeonato Paulista de 1998 foi um dos grandes marcos em minha vida. Ao longo dos anos, a paixão pelo tricolor só aumentou, independente de vitórias ou derrotas. Acompanhar o Clube da Fé é algo que faz parte da minha vida.