A solução do São Paulo está na base?

Prestes a enfrentar jogos decisivos tanto no Campeonato Brasileiro como na Libertadores, o São Paulo passa por problemas em relação ao seu elenco, visto que alguns jogadores estão no departamento médico e desfalcam o time nas próximas semanas.

  • Rojas não joga desde 2018 e ainda não tem prazo para retornar;
  • Walce se machucou em janeiro e precisou passar por uma cirurgia e também ainda não tem data para voltar;
  • Daniel Alves se recupera de uma lesão no antebraço direito;
  • Liziero passou por uma cirurgia essa semana devido a uma lesão do tornozelo;
  • Pablo fica de fora mais três semana em decorrência de uma lesão do abdômen.

Só que tem também um outro problema, Luciano, que chegou há menos de um mês no clube e tem apresentado um bom rendimento dentro de campo ao marcar quatro gols até o momento, não poderá atuar nos próximos três jogos da Libertadores contra River Plate (2x) e LDU, pois está suspenso.

O São Paulo dificilmente realizará uma contratação, já que passa por dificuldades financeiras que foram agravadas com a pandemia. Então, a solução pode ser recorrer à base do clube.

Na reapresentação de ontem (10) do elenco Tricolor, 11 jogadores do sub-20 foram integrados ao treinamento do time principal, entre eles estava o Wellington (lateral-esquerdo), Lucas Sena (lateral-direito), Gabriel Falcão (volante) e Galeano (atacante).

Nos últimos jogos, atletas formados na base estão sendo destaques positivos, como Diego Costa que assumiu a vaga de titular na zaga e tem agradado e, Brenner, que tem marcado e participado de lance de gols.

Com as dificuldades encontradas tanto financeiramente, que impede o clube de ir ao mercado em busca de reforços, como com lesões, que tira jogadores importantes das partidas, o técnico Fernando Diniz terá que realmente ficar atento ao que a base do São Paulo pode oferecer de bom para suprir essas ausências.

Acredito que pode ser uma alternativa que dê resultados, só não pode querer e colocar pressão para que os garotos resolvam, principalmente em uma Libertadores contra o River Plate na Argentina, por exemplo, será preciso equilibrar a vontade dos jovens com a experiência dos mais veteranos porque a sequência de partidas que se aproxima será parada dura.

Um dos jogadores #MadeInCotia pelo qual se cria mais expectativa atualmente é o paraguaio Galeano, que tem 20 anos foi o artilheiro do São Paulo na Copinha deste ano e é reconhecido por seu estilo intenso e aguerrido dentro de campo.

Quem também é visto com bons olhos é o volante Rodrigo Nestor que vem sendo relacionado para as partidas por já fazer parte do elenco profissional. Contudo, não vem sendo aproveitado.

Recentemente, Patryck, lateral-esquerdo de 17 anos foi relacionado para as partidas pelo técnico Fernando Diniz, mas ainda não fez a sua estreia pelo time principal.

Enfim, são algumas das opções que o treinador tem à disposição e que deverão ser analisadas ainda mais pelo cenário atual que o Tricolor vive.

O próximo desafio é contra o Santos pelo Brasileirão amanhã (12), às 19h, na Vila Belmiro. Já na quinta-feira (17), recebe o River Plate no Morumbi pela 3ª rodada da fase de grupos da Libertadores, também às 19h.

Confira algumas fotos do treino de ontem do São Paulo:

*A opinião do colunista não reflete a opinião do site

Foto: São Paulo FC

Comente com sua conta do Facebook: