Alô São Paulo! E as mina?

Por Anderson Dias

#sãopaulinasuniformizadas se destacam reivindicando mais espaço e atenção do, muitas vezes, retrógrado futebol

O fenômeno da participação feminina no futebol pode ser facilmente constatado. Basta ir a um estádio, acompanhar as mídias sociais e ouvir os assuntos recorrentes no cotidiano do trabalho, em casa, na escola e com os amigos. Elas chegaram e cada vez mais se interessam por esse esporte que, até pouco tempo, tinha uma maioria esmagadora de homens, seja em campo, na arquibancada ou mesmo consumindo o produto de alguma forma.

No São Paulo, claro, essa força também tem aparecido muito. Infelizmente, para muitos dirigentes de clubes, empresas e entidades que organizam o futebol, falta sensibilidade para perceber que o público “tradicional” do futebol deixou de existir. Uma consequência dessa falta de visão foi o surgimento das #sãopaulinasuiniformizadas.

Ao perceberem que o São Paulo (até o momento, com grande participação da Under Armour) pouco produtos disponibiliza para suas torcedoras, 20 mulheres se uniram para reivindicar o direito de poder consumir produtos oficiais do clube voltados a elas. São elas:

Ana Clara Scomparin, Beatriz Escobar, Bruna Scheiner, Bruna Vasconcelos, Camila de Paiva, Denyse Alencar, Gabriela Nogueira, Giovanna Sanches, Giovanna Serafim, Isabella Tagliapietra, Jhennifer Pardinho, Juliana Blanco, Letícia Mendes, Lidiane Guimarães, Mariane Machado, Mayara Kutschen, Millen Gabrielle, Pamella Fernandes, Raiane Vieira e Tamiris Loures. Confira a entrevista exclusiva que elas gentilmente cederam ao Arquibancada Tricolor:






1 – ) Qual foi a inspiração para a criação do grupo #sãopaulinasuniformizadas?

A inspiração na verdade veio da insatisfação de toda a torcida feminina do São Paulo, com o descaso que vem acontecendo há tempos com a linha feminina de forma descarada. A partir daí resolvemos finalmente nos manifestar e mostrar que não estamos aqui de bobeira, queremos aquilo que deveria nos pertencer.

2 – ) Após a criação do grupo e repercussão na mídia, houve algum retorno oficial do clube ou da então fornecedora de material esportivo, Under Armour?

Tivemos resposta apenas do perfil oficial do São Paulo no Twitter, mas não houve nenhuma mudança.

3- ) A Under Armour rompeu o contrato com o São Paulo recentemente e deve chegar uma nova fornecedora. Se vocês tivessem a oportunidade de conversar com um representante dessa nova parceira, o que diriam sobre os uniformes para mulheres?

Gostaríamos apenas de pedir que façam um trabalho digno e que olhem com mais atenção e respeito para nós mulheres. Que tenham a ciência de que temos força e não iremos mais nos calar.

4- ) Qual sua avaliação sobre a participação das mulheres no futebol como um todo e especificamente no São Paulo?

A torcida feminina vem crescendo cada vez mais, somos tão importantes quanto qualquer marmanjo, nossa participação é intensa, dedicamos nossas vidas por um clube, sofremos preconceito, corremos riscos mas jamais abandonamos. É importante que continue crescendo essa mulherada no mundo do futebol.

5- )Deixe um recado para os amigos do Arquibancada Tricolor.

Nos #saopaulinasunifornizadas agradecemos a oportunidade e agradecemos também por olharem pra nossa campanha com bons olhos. Toda ajuda é valida e somos gratas por ter o apoio de vocês! Juntos somos mais fortes! ♥

Comente com sua conta do Facebook: