As constantes pedidas por trocas de treinador no São Paulo, fazem com que o clube viva um eterno “Dia da Marmota“, como no filme “Feitiço do Tempo, tema explorado há algum tempo aqui mesmo em nosso site.

Após mais uma derrota em clássicos e com o time apresentando um futebol abaixo do que a torcida espera, novamente cresce a pressão para a saída de um treinador no São Paulo. Realmente, o desempenho está abaixo do esperado e Dorival precisa apresentar mais variações táticas, mas sua saída seria o melhor caminho neste momento?

Realizamos um levantamento do período entre 2009 e 2017 sobre as trocas de treinadores no São Paulo e chegamos a alguns dados bem curiosos.

As trocas no São Paulo, desde 2009

Para efeito de comparação, fizemos um levantamento do mesmo período entre 2009-2017, incluindo os treinadores interinos nos rivais e os títulos conquistados por cada um:

São Paulo: 24 trocas de treinador – 1 título conquistado
Palmeiras: 21 trocas de treinador – 4 títulos (1 da série B) conquistados
Santos: 18 trocas de treinador – 8 títulos conquistados
Corinthians: 9 trocas de treinador – 10 títulos conquistados

Logicamente, as críticas a Dorival, são justas e válidas. A opção por Dorival, talvez não tenha sido a melhor para realizar a tão necessária continuidade, mas estes números nos mostram que as constantes trocas, não nos leva a lugar algum.

Deixe sua opinião abaixo!

Post anteriorNova derrota em clássico deixa clima pesado
Próximo PostAssista a participação de Nenê, ontem no programa Bem Amigos do Sportv
42 anos, paulistano, são-paulino e um dos criadores do Arquibancada Tricolor. Apaixonado por Formula 1, Futebol, boa música e tecnologia!