Atacante que passou pelo São Paulo pede indenização de mais de 8 milhões de reais

Após uma passagem apagada pelo São Paulo, onde esteve por empréstimo da Lazio entre 2022 e 2023, o atacante André Anderson segue dando dor de cabeça ao clube, porém, agora fora de campo. O jogador entrou com um processo na justiça contra o Tricolor pedindo mais de oito milhões de reais de indenização.

A ação corre na 82ª vara do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) de São Paulo. Os advogados do atleta acusam o São Paulo de ter dificultado o tratamento do meia enquanto esteve machucado e com problemas físicos no São Paulo. Segundo eles, o departamento médico queria um tratamento conservador, contrariando a vontade de André Anderson.

Os advogados ainda alegam que ele tem valores a receber por acidente de trabalho, seguro desportivo obrigatório e ressarcimento de despesas médicas por uma cirurgia realizada no púbis, além de uma indenização por todo esse período.

Confira todos os valores pedidos pelo atleta, em informação obtida pelo site ESPN:

  • Seguro desportivo obrigatório: R$ 2.660.000,00
  • Indenização substitutiva à estabilidade acidentária, com as devidas repercussões em 13º salário, férias acrescidas do terço constitucional, FGTS e sua multa de 40%: R$ 3.135.466,67
  • Indenização a título de dano moral: R$ 400.000,00
  • Pagamento do reembolso das despesas médicas/hospitalares: R$ 64.000,00
  • Férias vencidas acrescidas do terço CF, em dobro: R$ 533.320,00
  • Diferenças das parcelas rescisórias: R$ 189.600,00
  • Multa do artigo 477 da CLT: R$ 200.000,00
  • Multa do artigo 467 da CLT: R$ 94.800,00
  • Honorários advocatícios: R$ 1.091.578,00

O São Paulo informou que nao foi notificado sobre o assunto, e que se necessário, se manifestará nos autos do processo.

Receba notícias do SPFC no WhatsApp e Telegram.
Siga-nos no Instagram, no YouTube e no Twitter.

Compartilhe esta notícia
Comente!