Ex-lateral direito, ídolo do São Paulo e detentor do nome na calçada da fama do clube no Morumbi, Cafu foi ao Podpah, apresentado por Mítico Jovem e Igão, e falou sobre muitas situações dos bastidores do futebol.

Em vários momentos, ele deu a entender que as cobranças são muito pesadas hoje em dia com relação aos jogadores. Para Cafu, o que interessa é o que o atleta faz dentro de campo – e não fora.

Uma das passagens mais curiosas da conversa foi quando Cafu relembrou o dia em que levou o então técnico do Tricolor Telê Santana para a noitada. Aos risos, ele disse que, em determinado momento, despacharam o treinador multicampeão, que só ficou no suco de laranja.

Na nossa época, existia um bar chamando Lambar na Joaquim Floriano. Até o Telê foi lá com a gente. Nós levamos o Telê para a noite. Sempre encontrávamos os caras do Corinthians, do Palmeiras, da Portuguesa, na época do Dener, do Santos (…). Ele foi lá, tomou o suquinho de laranja que gostava. Deu meia-noite, falamos: ´Professor, acho que está na hora de o senhor ir embora que tem treino amanhã´”, disse Cafu, sorrindo.

Confira o podcast completo abaixo ou clicando aqui.

Post anteriorInvestigação cita conluio entre conselheiro do São Paulo e homens que atacaram ônibus do clube
Próximo PostComo ficou a tabela do Brasileirão após a 33ª rodada
Matheus Tévez é formado em Direito pela UFBA, cursa Letras, além de ser professor, escritor e articulista. Mas a sua grande virtude é ser são-paulino doente desde os tempos em que Válber doutrinava na zaga.