O lateral esquerdo Carlinhos voltará a ser titular do São Paulo após três meses na partida desta quarta-feira, às 21h45 (de Brasília), no estádio do Morumbi, pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro. O adversário, por sinal, não podia ser mais emblemático para o jogador: trata-se do Fluminense, clube no qual ele atuou entre 2010 e 2014, conquistando dois títulos da competição.

“Fizemos uma preparação para pegar o ritmo e coincidiu de ser contra o Fluminense. Vou ter essa oportunidade, para mim é muito importante, uma volta depois de algum tempo para o time titular e o reconhecimento de um clube onde tive muitas conquistas e me ajudou a me reerguer para o futebol”, afirmou o defensor, em entrevista coletiva concedida após o treino desta manhã, no CCT da Barra Funda.

A última partida que Carlinhos começou foi no dia 30 de março, contra o Linense, pelo Campeonato Paulista. Desde então, ficou 34 dias parado devido à gravidade (estiramento grau 3 na coxa esquerda) e ia voltar contra o Atlético-MG, pelas quartas de final da Libertadores. Na véspera da partida, no entanto, sentiu mais um desconforto na coxa e teve de assistir das arquibancadas enquanto Mena, com lesão no tornozelo, ia para o sacrifício.

“Vim de uma sequencia muito grande,a gente estava tentando dar uma poupada em alguns jogos e não estava conseguindo. Por essa versatilidade de atuar na lateral e no meio, eu fui sendo utilizado, só que acabei me machucando. Depois, Bauza conversou comigo, me colocou de titular, você vê essa possibilidade de já voltar assim. É a confiança do treinador. Enfim, aconteceu um dia antes uma fatalidade, acabei machucando, foi uma lesão em cima da outra, mas nada é por acaso, tudo tem um propósito final”, comentou o jogador.

Sua contusão, por sinal, foi um dos motivos para que Patón alternasse a escalação com titulares e reservas até a partida de quarta-feira, dia 6 de julho, contra o Atlético Nacional. A ideia era que todos atuassem até o duelo contra o Peixe, mas alguns percalços impediram o planejamento de se concretizar.

“Na verdade, o Bauza queria usar os titulares até o jogo do Santos, aí aconteceu da lesão do Kelvin, outro aqui, outro lá, aí ele abdicou disso, teve de colocar outros jogadores, mas quem está dentro de campo tem a possibilidade de continuar. Se ele está colocando é porque tem confiança. Agora contra o Fluminense eu vou ser titular, não sei quanto eu vou aguentar, mas eu quero aproveitar ao máximo para chegar na Libertadores bem”, concluiu o jogador.


Getterson desconhece interesse do Timão e aguarda nova oportunidade

Veja imagens no treino do São Paulo

Bauza confirma estreia de Cueva e faz sete mudanças na equipe


Post anteriorGetterson desconhece interesse do Timão e aguarda nova oportunidade
Próximo PostRelacionados para São Paulo x Fluminense