Caso Jean: São Paulo espera aval jurídico para definir futuro do goleiro

Os advogados do São Paulo e do goleiro Jean vão se reunir amanhã (8) para falar sobre o futuro do goleiro, visto que ele foi acusado de agredir a esposa, Milena Bemfica, enquanto estava de férias nos Estados Unidos.

O posicionamento do clube em dezembro era de rompimento imediato assim que o jogador voltasse de férias. No entanto, há uma preocupação de que não seja possível conseguir uma demissão por justa causa.

Se isso realmente acontecer, a opção é rescindir unilateralmente o contrato, todavia o Tricolor teria de pagar todos os salários que ainda restariam até o fim do vínculo, que se encerra em dezembro de 2022, além da multa rescisória.

Essa condição é vista como injusta por parte do da diretoria do São Paulo, já que Jean teve uma atitude totalmente contrária aos valores do clube, e indenizando-o seria como premiá-lo por tal ação. O atleta chegou a ser preso nos Estados Unidos, mas liberado. No entanto, ainda passará por um processo que pode levá-lo novamente à prisão.

O São Paulo não quer contar com o goleiro em seu quadro de funcionários, nem mesmo afastado do grupo.

Fonte: UOL
Foto: Rummens

Comente com sua conta do Facebook: