O atacante Centurión não foi relacionado para o jogo contra o Atlético-MG, nesta quinta-feira (Foto: Fernando Dantas/Gazeta Press)O atacante Centurión não foi relacionado para o jogo contra o Atlético-MG, nesta quinta-feira (Foto: Fernando Dantas/Gazeta Press)

A ida de Ricardo Centurión ao Boca Juniors, por empréstimo, deu um passo para trás nesta quarta-feira. Em entrevista a emissoras argentinas, o meia-atacante mostrou descontentamento com a diretoria tricolor, da qual cobra que cumpra com sua palavra. Segundo o camisa 20, ainda há entraves na negociação entre o São Paulo e o clube de La Bombonera, embora confie em um desfecho favorável para defender o time de coração.

“Disseram aqui que estava tudo acordado, mas há uma diferença no contrato que estava combinado de palavra, mas que não estavam dispostos a fazer um esforço. Estivemos negociando há pouco. Com um pouco de vontade de todos tudo se resolverá. O Boca já fez seu esforço e o São Paulo agora tem que cumprir a palavra, o que ainda não fez, mas estou tranquilo que fará”, declarou Centurión à imprensa argentina.

O discurso no Morumbi era de que São Paulo e Boca Juniors já tinham um acordo definido, restando apenas que o jogador se acertasse com o clube de Buenos Aires. Segundo a imprensa argentina, que conversou com o representante do atleta, Hernán Fernández, o Tricolor deseja que a agremiação portenha arque com a totalidade do salário do atleta, desfazendo a resolução inicial, em que as duas representações pagariam 50% dos vencimentos.

Nesta quarta, Centurión treinou entre os reservas pela manhã, mas não foi relacionado pelo técnico Edgardo Bauza para a partida contra o Atlético-MG, nesta quinta, no Morumbi, pelo Campeonato Brasileiro. Em nenhum momento, o jogador escondeu a vontade de defender o clube pelo qual torce desde criança.

“Sempre, desde menino, tinha o desejo e o songo de jogar pelo Boca. Esta oportunidade está chegando e fico ansioso, mas tenho tentado ficar tranquilo. São dois clubes grandes e confio que tudo se resolva”, concluiu.

Em contato com a Gazeta Esportiva, o empresário do atacante, José Luis Galante, confirmou a versão de Centurión e disse que não há nada certo entre São Paulo e Boca.

Comprado por R$ 13 milhões em janeiro de 2015 junto ao Racing, da Argentina, Ricardo Centurión defendeu o Tricolor em 81 partidas, acumulando apenas oito gols, sendo dois deles marcados na atual temporada. Na última semana, o São Paulo havia acertado com o Boca o empréstimo do jogador por um ano, com preço de compra estipulado ao final do contrato por 6 milhões de dólares.


Sem Centurión e com Buffarini, Bauza define relacionados para despedida

Veja as fotos do treino do São Paulo

Denis agradece a Bauza e diz não ter preferência por perfil de novo técnico