Quando a bola rolar na noite desta quarta-feira (13), às 21h45 (de Brasília), em Medellín, o Tricolor buscará um feito histórico na Libertadores da América e no clube. Para reverter a derrota para o Atlético Nacional-COL por 2 a 0 no confronto de ida da semifinal, no Morumbi, o time são-paulino terá que quebrar marcas e registrar um feito inédito. O desafio, aliás, diante de uma das sensações da competição sul-americana deste ano, motiva ainda mais os comandados do técnico Edgardo Bauza.

Nas três ocasiões que saiu perdendo por no mínimo dois gols em jogos de mata-mata, em casa, o Tricolor não conseguiu a classificação conquistar a classificação longe do Morumbi. A primeira vez que isso ocorreu foi durante a disputa do Torneio Rio-SP, em 2000, quando o Vasco levou a melhor na ida – venceu por 3 a 0 – e segurou o ímpeto dos paulistas na volta (2 x 1). Depois, em 2013, a Ponte Preta eliminou o São Paulo na Sul-Americana: 1 x 3, no Morumbi, e empate por 1 a 1, em Campinas.

A última vez que o time são-paulino esteve em um cenário assim – além do embate desta noite – foi na temporada passada. Na ocasião, pela Copa do Brasil, o Santos venceu o clássico por 3 a 1, no Morumbi, e repetiu o placar na Vila Belmiro. E se eliminar os colombianos renderá um marco na história do clube, o mesmo acontecerá na Libertadores da América: nunca, na semifinal, a equipe que perdeu o duelo de ida por dois gols de diferença, como mandante, conseguiu reverter fora.

Na história do mata-mata do torneio continental, aliás, este feito só aconteceu uma única vez: em 2008, nas oitavas de final, o América-MG foi goleado pelo Flamengo por 4 a 0, em território mexicano, mas deu a volta por cima e bateu os cariocas por 3 a 0, no Rio de Janeiro, para avançar até as quartas de final da Libertadores.

“Escutar que não é possível buscar a classificação me fortalece ainda mais, me faz acreditar que temos condições de reverter isso. Estamos focados e prontos para lutar pela vaga, porque já passamos por momentos difíceis na competição e chegamos até aqui. Claro que não será fácil, sabemos disso, mas acreditamos até o fim que será possível conquistar a classificação”, avaliou o meia-atacante Michel Bastos, um dos atletas mais experientes do elenco.

Para o Clube da Fé, de desacreditado à semifinalista, da moeda que caiu em pé…será mais um memorável desafio!

This entry passed through the Full-Text RSS service – if this is your content and you’re reading it on someone else’s site, please read the FAQ at fivefilters.org/content-only/faq.php#publishers.
Recommended article from FiveFilters.org: Most Labour MPs in the UK Are Revolting.