Com um gol a cada 90 minutos na Libertadores, Calleri não esconde desejo de jogar

Desde que chegou ao clube do Morumbi, atacante jogou 29 partidas e fez 15 gols. Com oito tentos na competição continental, argentino é um dos artilheiros do torneio (Foto:Djalma Vassao/Gazeta Press) Com oito tentos na Libertadores, argentino figura no topo da artilharia (Foto:Djalma Vassao/Gazeta Press)

Artilheiro do São Paulo na temporada e maior goleador desta edição da Copa Libertadores, o atacante Calleri é dono de uma marca impressionante: um gol a cada 90 minutos no torneio continental. A média faz com que o argentino fique ainda mais determinado para a primeira partida das semifinais da competição, nesta quarta-feira, diante do Atlético Nacional-COL, no estádio do Morumbi.

“Nós passamos por muitos momentos complicados no ano, mas nos unimos, trabalhamos forte e conseguimos chegar até aqui. O time inteiro está focado e nós sabemos o que esse jogo representa para o clube, para a torcida e para cada um de nós. Tudo o que envolve um jogo como esse é diferente, a atmosfera, a cobrança, a cobertura da imprensa. É a típica partida que todo jogador quer disputar e eu não sou diferente. Gosto desse ambiente e não vejo a hora de entrar em campo, ver o estádio lotado e dar o meu máximo”, declarou o jogador.

Os 15 gols em 48 confrontos como titular do Tricolor na temporada – oito na Libertadores, três no Campeonato Brasileiro e quatro no Paulistão – renderam ao camisa 12 o carinho da torcida, que, inclusive, criou uma música para enaltecer o matador: “Toca no Calleri que é gol!”.

Em busca de garantir uma vaga na grande decisão da Libertadores, Calleri ainda divide a artilharia com os também argentinos Ismael Sosa e Marco Rúben, que já foram eliminados do torneio.

Iniciando a preparação para o duelo, o elenco tricolor treinou nesta segunda-feira no CT da Barra Funda e, amanhã, realiza atividades no estádio do Morumbi, palco do embate.


Zagueiro lamenta desfalque de Ganso, mas confia em qualidade de substituto

Contra colombianos, Maicon pede time ofensivo e com “outra mentalidade”

Bauza faz mistério, mas Hudson e Mena treinam e devem jogar na quarta







Let’s block ads! (Why?)

Comente com sua conta do Facebook: