Confira como estão os reforços do São Paulo
Foto: Rubens Chiri / saopaulofc

Após lutar contra o rebaixamento no Campeonato Brasileiro de 2021, o São Paulo iniciou um novo projeto visando apagar o desempenho pífio do segundo semestre. Apesar dos esforços, a política de “pés no chão” em razão das finanças complicadas do clube impossibilitou o Tricolor de ser competitivo no mercado de contratações. Com isso, o time se reforçou em oportunidades de mercado e jogadores em fim de contrato, apresentando seis novidades: Jandrei, Alisson, Rafinha, Nikão, Patrick e Andrés Colorado.

Confira o desempenho dos reforços do São Paulo para 2022 até o presente momento:

1- Jandrei

Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net

O goleiro Jandrei chegou do rival Santos com a expectativa de ser uma sombra para Tiago Volpi. Contudo, após pegar um pênalti em sua estreia e de ter boas atuações, o atleta assumiu a posição de titular e seguiu assim até a final do Paulistão.

Contra o Corinthians, o goleiro falhou em uma lambança que possibilitou uma sobrevida ao rival e quase complicou um jogo já definido para o São Paulo. Na primeira partida da final contra o Palmeiras, alguns criticaram a formação da barreira no gol que deixou o rival respirar no jogo.

Foram 13 partidas no total, incluindo as duas da Copa do Brasil. E 9 gols sofridos, sendo 5 apenas do Palmeiras.

2- Alisson

Foto Rubens Chiri / saopaulofc.net

O meia-atacante Alisson conquistou rapidamente a confiança do técnico Rogério Ceni e ascendeu à condição de pilar do esquema do técnico no Tricolor. O jogador recebeu muitos elogios de seu técnico, que o considera como voluntarioso e indispensável ao time.

Ele foi autor de um dos gols da vitória sobre o Corinthians, na semifinal do Paulistão. Na finalíssima, no Allianz, teve uma de suas piores atuações no clube.

Foram 14 jogos com a camisa do São Paulo, com 2 gols marcados e nenhuma assistência.

3 – Rafinha

O veterano lateral-direito foi contratado para sanar um problema do clube: a ala direita. Após a polêmica saída de Daniel Alves, Igor Vinícius e Orejuela não conseguiam corresponder em campo, e Rafinha desembarcou no Morumbi para tentar amenizar a situação.

Em campo, Rafinha teve boas atuações com a camisa do clube, assumindo a condição de um dos líderes em campo. Ele foi essencial nas vitórias do Majestoso e do Choque-Rei, mas, como todo o restante da equipe, teve um desempenho abaixo do esperado na grande final e acabou expulso de campo – como no jogo da primeira fase.

Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net

Foram 13 partidas no total, com 1 assistência assinalada.

4- Nikão

Transação mais cara do São Paulo, Nikão assumiu a camisa 10 do clube e não conseguiu demonstrar, até o presente momento, a razão de sua contratação. Acostumado a pré-temporadas longas no Paraná, o jogador não rendeu o esperado e a sua última partida como titular foi contra o Manaus, pela Copa do Brasil. Após receber críticas pelo desempenho, inclusive, o jogador se defendeu imputando as acusações como injustas.

Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net

Foram 14 jogos até o momento, apenas 6 saindo jogando, nenhum gol marcado, 3 assistências e um pênalti perdido, diante do Botafogo-SP.

5- Patrick

O meia Patrick chegou ao Tricolor e, com apenas dois jogos, contundiu-se para só voltar contra o Palmeiras, em jogo da 4ª rodada adiado e disputado no dia 10 de março. Sua condição física de jogo está bastante comprometida e, por essa razão, sua única participação nos últimos cinco jogos foi a entrada nos minutos finais da decisão contra o rival.

Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net

Patrick disputou apenas 7 jogos pelo São Paulo e deu 1 assistência.

6- Andrés Colorado

Atendendo a uma demanda de Ceni, a diretoria correu atrás de um volante alto e contratou o colombiano Andrés Colorado, de apenas 23 anos. Ele ainda não teve muitas oportunidades para poder ter a importância analisada no elenco tricolor.

Ele disputou apenas 5 jogos pelo Tricolor, sendo apenas 2 entrando inicialmente.

Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net

Tudo sobre o Tricolor!

Siga o Arquibancada Tricolor em suas redes sociais e acompanhe tudo sobre o São Paulo FC:

Instagram | YouTube | Twitter | Canal no Telegram | Conheça a nossa Loja

Post anteriorCalleri pede desculpas pelo ocorrido com o celular e se coloca à disposição para reparar os danos: “Cabeça muito quente”
Próximo PostHernanes vai às redes e se desculpa por equívoco sobre conquista do Paulistão
Matheus Tévez é formado em Direito pela UFBA, cursa Letras, além de ser professor, escritor e articulista. Mas a sua grande virtude é ser são-paulino doente desde os tempos em que Válber doutrinava na zaga.