Foto: Miguel Schincariol / São Paulo FC

Após a vitória na noite de segunda (18) contra o Corinthians, uma preocupação toma conta do elenco do São Paulo: Calleri sentiu a coxa e deixou o jogo. Com isso, abre-se a possibilidade de o time ter, pela primeira vez em mais de um mês, um ataque exclusivamente brasileiro.

Na coletiva pós-jogo, o técnico Rogério Ceni descartou a possibilidade da volta de Rigoni. Calleri será avaliado na reapresentação do grupo para ver se terá condições, ao longo da semana, de se recuperar para o jogo contra o Red Bull Bragantino, no domingo (24), pela 28ª rodada do Brasileirão.

Caso Calleri não se recupere, é provável que o São Paulo volte a ter um ataque sem argentinos. Isso não ocorre desde o jogo contra o Fluminense, no dia 12 de setembro, no Maracanã. Naquela oportunidade, o ataque do São Paulo foi formado por Pablo e Luciano.

Confira o ataque do São Paulo nos últimos dez jogos:

  • São Paulo 1×0 Corinthians  – Luciano e Calleri
  • São Paulo 1×1 Ceará – Luciano e Calleri
  • Cuiabá 0x0 São Paulo – Calleri e Rigoni
  • São Paulo 1×1 Santos – Calleri e Rigoni
  • Chapecoense 1×1 São Paulo – Rigoni e Eder
  • São Paulo 0x0 Atlético-MG – Luciano e Rigoni
  • São Paulo 0x0 América-MG – Rigoni e Pablo
  • São Paulo 2×1 Atlético-GO – Rigoni e Luciano
  • Fortaleza 3×1 São Paulo – Rigoni e Eder

Fluminense 2×1 São Paulo – Pablo e Luciano

Post anteriorLuciano aparece na “Seleção da Rodada” do SofaScore
Próximo PostConfira como retirar os ingressos para o jogo 3 da final do Campeonato Paulista de Basquete
Matheus Tévez é formado em Direito pela UFBA, cursa Letras, além de ser professor, escritor e articulista. Mas a sua grande virtude é ser são-paulino doente desde os tempos em que Válber doutrinava na zaga.