Daniel Alves volta a tripudiar do São Paulo
Foto: 2021 Getty Images, Getty Images Europe

Longe do Morumbi há quase sete meses, o lateral-direito Daniel Alves voltou a polemizar com o São Paulo. Mesmo se dizendo tricolor de coração, o jogador, hoje no Barcelona, deu declarações pesadas sobre o clube em uma série produzida pela FIFA. O jogador, que não esconde a insatisfação com seu período final no Tricolor, chegou a fazer uma comparação escatológica ao se referir àquele momento.

As declarações foram disponibilizadas pelo UOL Esportes. Confira algumas delas:

Planejamos isso, mas começou a falhar a estratégia que tinham me convencido a vir. Eu cheguei no meu limite, entendeu? Essa é a real, chegou no meu limite“.

Aí você fala: ‘Vale a pena estar pagando esse preço? Vale a pena esse tipo de situação? Por mais que eu seja são-paulino, que eu queira que o São Paulo trace um caminho diferente, não tenho poder para fazer isso“.

Em determinado momento, a produção da FIFA mostrou bastidores da postagem de despedida que Daniel Alves fez nas redes sociais ao São Paulo. Insatisfeito com o que seria apresentado, o jogador resolveu improvisar.

Aí, na moral? Vou criar o meu texto, não dá para seguir isso aqui não. Vou ter que colocar o negócio lá de ‘não jogar mais aqui’, velho. ‘Ganhar com o clube do coração não tem preço’. Tem que enfatizar isso, que era um sonho, mas precisam defendê-lo com a hombridade necessária, sem interferência, entendeu?“.

Confira a postagem abaixo. Ou clique aqui.

Veja a matéria completa do UOL Esportes clicando aqui.

O Estádio 97, no Instagram, recortou uma das falas mais polêmicas e diretas ao Tricolor. Confira abaixo ou clique aqui.

Tudo sobre o Tricolor!

Siga o Arquibancada Tricolor em suas redes sociais e acompanhe tudo sobre o São Paulo FC:

Instagram | YouTube | Twitter | Canal no Telegram | Conheça a nossa Loja

Post anteriorSão Paulo tem uma novidade e dois retornos importantíssimos no treino de hoje
Próximo PostAndré Anderson já aparece no BID e pode estrear pelo São Paulo
Matheus Tévez é formado em Direito pela UFBA, cursa Letras, além de ser professor, escritor e articulista. Mas a sua grande virtude é ser são-paulino doente desde os tempos em que Válber doutrinava na zaga.