O designer de camisas Eduardo Schwarz se juntou com Roney Altieri do São Paulo Raiz em um projeto chamado “As tuas glórias vem do passado” que tem como propósito resgatar e exaltar grandes jogadores que fizeram parte da história do Tricolor.

Dessa forma, eles trarão a história desses atletas, contando um pouco de suas trajetórias que refletirão na elaboração de uma camisa reestilizada e totalmente personalizada, trazendo as referências do passado e um toque do presente.

No entanto, a criação que apresentaremos hoje não é em homenagem a um jogador, mas sim ao maior treinador da história do São Paulo Futebol Clube: Telê Santana.

Eduardo falou sobre os motivos da escolha:

“Foi na década de 1990 que me tornei apaixonado pelo SPFC. Eu e meu parceiro Roney avaliamos sim grandes nomes. Raí – o terror do Morumbi? Ronaldão – monstro da zaga? Zetti – o goleiro paredão? E outros jogadores fantásticos da Máquina Mortífera do começo dos anos 90. Mas tinha um mestre, Telê Santana, unânime e único não poderia jamais ficar fora desta coleção. A inspiração foi no design da jaqueta Penalty, na época a patrocinadora do São Paulo, que tinha uma linha de uniformes muito interessantes, entre elas a jaqueta que depois se tornou um ícone de Telê.”

Explicações da criação:

Frente camisa: Detalhes bem característicos da jaqueta como cores e linhas. Logo abaixo da logo Adidas temos a assinatura de Telê reforçando a homenagem.

Na manga esquerda: foi colocado a logo alusiva ao Mundial de Clubes do SPFC. No interior da gola, a homenagem ficou para a Máquina Mortífera de Telê e os Mundiais de 92 e 93, detalhando inclusive os jogos contra Barcelona 92 e Milan 93.

Costas camisa: Colocado na gola de forma proposital “As tuas glória vêm do Passado” traz caracterização a coleção, estando presente em todos modelos. O path é localizado logo abaixo a gola tendo total destaque para a carreira de Telê Santana no SPFC com taças e times fantásticos.

Path Telê Santana: A busca pelo futebol bem jogado, a insistência na cobrança com os jogadores foi representada com Telê em um dos seus treinamentos. As taças dos mundiais 92 e 93 também não podiam ficar de fora, bem como o eterno canto da torcida que ainda ecoa do Morumbi: “Olê, ôle, ôle, ôle, Telê, Telê…“.

Confira detalhes da camisa em homenagem a Telê Santana:

Para conhecer mais o trabalho do Eduardo é só clicar aqui e aqui.

Post anteriorSão Paulo faz a primeira partida fora de casa pelo BR Sub-20
Próximo PostRiver Plate tem todo o elenco disponível para enfrentar o São Paulo
Vanessa Dias, 25 anos e sou de Araras, interior de São Paulo. Formada em Relações Públicas, especialista em Mídias Digitais e apaixonada por futebol desde que me conheço por gente. Sou parte do time desde o começo de 2018, onde trabalhamos todos os dias para que a torcida esteja sempre em conexão com o clube do coração.