Esse empate com sentimento de derrota vai para a conta do Volpi?

Sim, perdemos dois pontos hoje por culpa de Tiago Volpi. E não estou escrevendo essa coluna por causa de uma falha, afinal são várias que vem acontecendo já há algum tempo.

Contra o Corinthians foi o mesmo cenário do jogo de hoje contra o Santos, o São Paulo sai na frente do placar e toma o empate com falha de Volpi. A diferença é que hoje aconteceram mais gols e o Brenner não conseguiu salvar no final, porque se ele não faz aquele gol aos 46 minutos do Majestoso, o Volpi já teria sido muito cobrado ali, mas a vitória apaziguou o erro, ainda mais porque naquele mesmo jogo o Cássio também falhou no gol do Hernanes.

Então, sim, contra o Corinthians falhou no gol do Ramiro e hoje falhou de novo e duplamente ao montar a barreira de maneira grotesca para a cobrança da falta e depois em deixar a bola passar mesmo que forte, mas muito perto dele.

O sentimento desse empate é de derrota porque jogamos melhor, Gabriel Sara que vinha sendo tão criticado desencantou e marcou dois gols para depois vacilarmos dessa maneira. Era a chance de vencermos um clássico e ir com moral para disputar a Libertadores, mas não, agora fica essa agonia de pensarmos que por pouco deixamos a vitória passar.

Voltando ao Volpi

Já faz um tempo que estou descontente com ele, pois não é normal, com todo respeito aos adversários que citarei a seguir, mas não é normal tomar três gols dentro de casa para RB Bragantino e Mirassol. Não é normal! E por todo o time estar desorganizado e falhando e com o Volpi, teoricamente, salvando em jogos não tão importantes tudo foi passando, mas não é de hoje que ele deixa a desejar.

Desde que retornaram os jogos no dia 23 de julho, o nosso camisa 1 não tem sido mais o mesmo, porque realmente ele vinha salvando a equipe antes da paralisação. Só que é muito pouco para o pouparmos agora das críticas.

Algumas pessoas falam: “Ah, mas em tal lance não dava para o goleiro pegar!”. Concordo, em alguns jogos a culpa não foi dele, seria injustiça colocar tudo nas costas do arqueiro Tricolor. Contudo, goleiro bom precisa pegar bolas difíceis e digo mais…impossíveis! Já vimos Rogério Ceni brilhar e fazer defesas que nós, torcedores, desacreditamos, a falta do Gerrard é só uma dentre tantas que ele foi buscar.

Então, não me contento com pouco mesmo!

Outros falam também: “Quem reclama do Volpi merece o Sidão de volta!”.

Não, torcedor são-paulino merece um goleiro que passe confiança e que, sim, pode falhar, mas não falhas sequenciais e em todo clássico ou jogo grande.

Não vou aqui dizer se é o momento do Volpi ir pro banco ou não porque o nosso contexto exige um jogador debaixo das traves que esteja atuando, pois temos River Plate, LDU e Internacional pela frente, jogos decisivos pela Libertadores e Brasileirão.

Todavia, ressalto que nenhum jogador tem que ter vaga garantida no time titular do São Paulo. Falhou muito e tá deixando a desejar? Banco. Lucas Perri tá pedindo passagem.

Espero de verdade que Tiago Volpi seja humilde, peça desculpas à torcida e melhore e prove que o valor gasto foi um investimento e não mais um desperdício, pois seria desesperador ter que pensar em trocar de goleiro nesse momento tão decisivo em que vivemos.

Quer Fernando Diniz saiba conduzir a situação e passar confiança ao camisa 1 do São Paulo para que possa ter boas atuações daqui para frente.

*A opinião do colunista não reflete a opinião do site

Foto: Reprodução

Comente com sua conta do Facebook: