Aidar explica motivo por que deixou o São Paulo
Foto: Ale Cabral

A última vez que o São Paulo foi competitivo em um Campeonato Brasileiro foi sob a gestão de Carlos Miguel Aidar, em 2014, quando foi vice-campeão. No entanto, o então presidente foi retirado da principal cadeira do clube antes do término de seu mandato – em verdade, ele renunciou por acusações por supostas práticas de corrupção. Em entrevista exclusiva à ESPN Brasil, Aidar deu a sua versão sobre o ocorrido, e afirmou que foi extirpado do cargo por mexer com quem recebia “benefícios” do Tricolor.

Procurei especialistas nessa área, tentei criar um fundo de direitos de atletas em formação. E com isso fazer caixa para pagar a dívida. Corria de manhã, negociava com banco o dia inteiro. Até empresários de futebol financiavam alguma coisa. Conselheiro comprou jogador, e a gente ia vivendo com esse aperto. Não tinha mais como dar as benesses que a última gestão do Juvenal deu: ingressos, viagens, compras, carros, caminhão, motorista, segurança. Acabei com isso, e eles acabaram comigo“, disse Aidar

Confira a entrevista completa clicando aqui.

Tudo sobre o Tricolor!

Siga o Arquibancada Tricolor em suas redes sociais e acompanhe tudo sobre o São Paulo FC:

Instagram | YouTube | Twitter | Canal no Telegram | Conheça a nossa Loja

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments