Fernando Diniz afirma que tentou mexer o mínimo no São Paulo e elogia Tchê Tchê

O treinador Fernando Diniz “minimizou” os seus feitos no empate contra o Flamengo, no sábado (29), e disse que tentou interferir o mínimo nos jogadores. Conhecidos da época de Audax, o estreante aproveitou para elogiar o meia Tchê Tchê.

Ele concedeu uma entrevista coletiva à imprensa logo após o encontro no Maracanã, apenas dois dias depois de ser anunciado como o mais novo comandante do Tricolor, substituindo Cuca. Segundo Diniz, os conceitos aplicados ainda têm herança dos ex-treinadores que passaram pelo clube.

— “Eles (jogadores) têm muito recurso. Claro que dei um pouco de orientação para ter coragem de jogar quando possível. Quando não fosse, não correr riscos desnecessários. Treinamos um pouquinho antes.”

Durante sua fala, o técnico citou um atleta, em especial, que se comportou bem na partida e que é um velho conhecido seu: “O Tchê Tchê, do jeito que fizemos a formação e do jeito que ele é versátil, ele se sacrificou para ocupar aquele espaço. Taticamente ele foi muito bem”.






Foto: Reprodução / Twitter do São Paulo

Comente com sua conta do Facebook: