Jornal argentino fala sobre Centurion
Foto: São Paulo FC

Ricardo Centurión jogou no São Paulo em um período não tão longo entre 2015 e 2016, chegando a ter boas atuações como na goleada contra o Toluca, no Morumbi, quando ele marcou duas vezes pelas oitavas de final da Libertadores de 2016, ano em que o time chegou até a semifinal da competição.

Até hoje o atacante argentino divide a opinião da torcida sobre as suas atuações no Tricolor. Entretanto, hoje eu não vim aqui falar do Centurión jogador, mas sim da pessoa.

Recentemente, ele deu uma entrevista a um canal argentino, a TyC Sports, onde afirmou que pensou em suicídio após a morte da namorada, a modelo Melody Pasini, que infelizmente sofreu um acidente de carro e faleceu no dia 29 de março desse ano.

Esse acontecimento ocorreu aproximadamente dois meses da morte da avó do jogador. Tais situações se juntaram em um momento complicado para o atleta que afirma:

“Os golpes foram muito rápidos e se eu não me levantasse depois de dois dias, acho que terminaria minha vida. Mas não foi assim, não era o momento para mim”.

Ainda completou: “É inexplicável, estou vivendo um sonho. Sei que a realidade é essa, tenho que me levantar e continuar. Vendo minha mãe, minha irmã, pude frear e me uni. Caso contrário, tudo estaria indo para o inferno”.

Centurión também afirmou que gostaria de extravasar todo esse sentimento com um grito de gol, mas que atualmente isso não é possível devido à paralisação das competições em decorrência da pandemia do Covid-19.

O argentino atualmente é jogador do Vélez Sarsfield.

Meu maior desejo é que Centurión possa passar por esse momento e ficar ainda mais forte, não é uma situação fácil e torço para que ele tenha suporte para conseguir seguir adiante em meio a situações que realmente machucam e demoram a cicatrizar.

Então, deixo aqui os meus sinceros sentimentos novamente como torcedora do São Paulo e acredito que em nome de toda torcida com um desejo de muita força e que logo, quando os jogos voltarem, Centurión consiga encontrar alento dentro de campo e possa alcançar grandes conquistas como profissional e que as dores que ele afetou no pessoal possam ser amenizadas com o passar do tempo.

Força, Centurión!

Fonte: ESPN
Foto: São Paulo FC

Post anteriorFinal da Libertadores de 1992 será reprisada pela TV Gazeta hoje
Próximo PostDe Sordi
Vanessa Dias, 25 anos e sou de Araras, interior de São Paulo. Formada em Relações Públicas, especialista em Mídias Digitais e apaixonada por futebol desde que me conheço por gente. Sou parte do time desde o começo de 2018, onde trabalhamos todos os dias para que a torcida esteja sempre em conexão com o clube do coração.