James Rodríguez descarta a possibilidade de jogar na Argentina

Foto: Seleção Colombiana

James Rodríguez está com a Seleção Colombiana para a disputa de amistosos e da Copa América que tem início marcado para o dia 20 de junho.

Após enfrentar a Bolívia no sábado (16), o meia do São Paulo foi questionado sobre jogar no futebol argentino e descartou a possibilidade.

“Não está nas minhas possibilidades jogar na Argentina. Ainda há um longo caminho a percorrer para isso. Quero jogar a Copa (América) e viver todos os dias aqui”.

Circulou recentemente a informação de que o Boca Juniors teria interesse na contratação do camisa 55 do Tricolor Paulista, que não vinha sendo relacionado pelo técnico Luis Zubeldía para as partidas.

Mauricio ‘Chicho’ Serna, ex-jogador do Boca e atualmente membro do Conselho de Futebol do clube, falou sobre os boatos em maio.

Não é que haja muitos boatos surgindo aqui. Para o Boca há uma oferta ou fala-se de muitos jogadores de futebol. Vi nas redes sociais que o nome de James começou a surgir. Ele é um jogador mundial, sem falar nas condições, na forma como joga e brilha na Seleção. Mas até lá há um longo caminho, não sou eu quem diz ‘vamos pelo James’, mas também não sou eu quem diz ‘não estamos interessados’. Hoje saiu a notícia, mas nós do comitê ou conselho de futebol sentamos para analisar a possibilidade do James aparecer, não”, disse Chicho Serna.

Não estamos cogitando, não porque não tenhamos interesse, mas porque um grande jogador de futebol que está no Brasil não é fácil de trazer porque a competição é muito forte. Há muito dinheiro envolvido”, afirmou o ex-jogador.

Portanto, o futuro de James é incerto e, segundo o presidente Julio Casares, a situação será discutida após a disputa da Copa América.

“É um jogador com contrato no São Paulo e está cada vez mais claro que ele não está nos planos do técnico. Agora vai ter a Copa América, ele vai ser convocado, e a janela vai determinar o futuro do James. Não temos nenhuma proposta. A partida (para outro clube) tem que ser boa para o atleta e principalmente para a instituição”.

Ainda disse: “Se é uma contratação que jogou pouco, trouxe naquele momento o São Paulo a uma dimensão diferente. São Paulo voltou à prateleira de grandes contratações. Às vezes jogadores chegam e não conseguem jogar. Tão logo termine a Copa América, vamos cuidar disso com dedicação e cautela para ter um final feliz”.

O contrato do atleta com o São Paulo é válido até junho de 2025.

Receba notícias do SPFC no WhatsApp e Telegram.
Siga-nos no Instagram, no YouTube e no Twitter.

Compartilhe esta notícia
Comente!