Jogos Inesquecíveis – São Paulo 3 x 2 Figueirense

A equipe do AT vai trazer aqui alguns jogos inesquecíveis para relembrarmos. Partidas que não esquecemos, mas não com análises táticas ou scouts e sim, comentando o motivo pelo qual o jogo nos marcou.

Fugindo um pouco dos clássicos, dos jogos que trouxeram conquistas de títulos, resolvi buscar um jogo que marcou muito por todas as circunstâncias que o rodearam na época, além, é claro, do resultado final.

No dia 28 de Novembro de 2015, o Tricolor recebeu o Figueirense no Morumbi, pela rodada 37 do Campeonato Brasileiro. Na ocasião, eram as despedidas de Luis Fabiano e Alexandre Pato. Além disso, o São Paulo buscava a vaga na Libertadores de 2016, da qual Jonathan Calleri viria a ser nossa grande estrela.

A partida me marcou pela forma como o placar se desenrolou pela partida, com o São Paulo abrindo placar, tomando a virada, mas conseguindo a vitória nos minutos finais da partida, mesmo com um time relativamente limitado. O gol de Thiago Mendes aos 49 minutos do segundo tempo, nos colocando na Libertadores, me fez cair no chão e chorar de emoção. Foi a vitória mais importante do time naquele ano, já que a torcida fez uma enxurrada de protestos antes e durante a partida, devido à má fase do time.

Confira os melhores momentos:






FICHA TÉCNICA SÃO PAULO 3 X 2 FIGUEIRENSE
Local: Estádio Morumbi Data e hora: 28 de novembro de 2015, às 17h (de Brasília)
Gols: Luís Fabiano, aos 11min do primeiro tempo, Alan Kardec, aos 46min, Thiago Mendes, aos 49min do segundo tempo (São Paulo); Clayton, aos 27min do primeiro tempo, Carlos Alberto, aos 30min do segundo tempo (Figueirense)
Cartões amarelos: Rodrigo Caio (São Paulo); Marquinhos, João Vitor, Juninho, Carlos Alberto (Figueirense)

SÃO PAULO: Denis, Bruno (Alan Kardec), Rodrigo Caio, Lucão e Carlinhos; Hudson, Thiago Mendes, Michel Bastos (Auro), Paulo Henrique Ganso, Alexandre Pato (Centurión); Luís Fabiano Técnico: Milton Cruz

FIGUEIRENSE: Alex Muralha, Leandro Silva, Marquinhos, Thiago Heleno e Juninho; Fabinho, João Vitor (Paulo Roberto), Yago (Rafael Bastos) e Carlos Alberto; Dudu e Clayton (Thiago Santana) Técnico: Hudson Coutinho

Comente com sua conta do Facebook: