Lugano de saída?

Durante essa terça-feira (11/08), alguns rumores em mídias sociais indicavam que Lugano teria pedido para sair do São Paulo.

Anunciado em janeiro de 2018 como superintendente de relações institucionais, muitos torcedores cobravam uma atuação mais contundente do uruguaio, embora não fosse sua função.

Segundo matéria da Gazeta Esportiva na época do anúncio, o cargo tinha atribuições institucionais, representando o clube em eventos e trabalhando junto à diretoria sobre contratações e planejamento.

Ainda em 2018, quando o São Paulo teve um ótimo primeiro turno no Brasileirão e depois caiu de rendimento, Lugano repreendeu Nenê, que na época, entrou em atrito com o técnico Aguirre.

O episódio, segundo alguns contatos que tivemos, desagradou Rai, que teria repreendido Lugano.

Em 2019, o setorista Eduardo Affonso, da ESPN, participou do Estádio 97 e confirmou esse episódio. Após o posicionamento de Rai, Lugano se afastou mais do elenco.

Edu Affonso comenta sobre as atuações de Rai e Lugano sobre o elenco

Ações de Lugano em bastidores

Aguirre e Lugano conversam no CT

Lugano tem atuações extras ao cargo que lhe foi atribuído e que não teria obrigação de realizar. Como “embaixador” do clube, é natural que o uruguaio atue na representação do Tricolor pelo exterior, mas houve ações conhecidas.

Além de ter influenciado na contratação de Diego Aguirre como treinador em 2018, Lugano também ajudou a viabilizar as chegadas de Daniel Alves e Juanfran, além de sondar outros colegas e conhecidos.

Talvez, o caso com maior ruído na mídia, foi uma sondagem de brincadeira com seu amigo Cavani, que deixaria o PSG, e muitos atribuíram como possível contratação do SPFC. Com a mesma abordagem, Daniel Alves veio.

Cobrança do torcedor pelo Lugano “capitão”

Lugano repreendeu Nenê em seu atrito com Aguirre

É natural que o torcedor cobre e espere que Lugano tenha uma atuação mais próxima do elenco e que possa exigir mais dos jogadores, como fazia em campo, mas será que ele tem essa “carta branca”?

Muitos pedem, por exemplo, um retorno de Muricy ao São Paulo, para fazer isso, mas ele não retorna ao São Paulo com essa gestão. Teria algo relacionado a não ter essa autonomia?

Já ouvi até jornalistas, que por não simpatizarem com o uruguaio, declararem que ele era inútil no clube hoje e isso, infelizmente, influencia a opinião de alguns torcedores.

O que me parece, é que realmente Lugano não recebeu essa autonomia de fato, e por isso, vendo que não tem como ajudar o clube nesse formato de administração, pedirá para sair.

Poderia ter feito isso antes, demonstrando insatisfação? Concordo que sim, mas entendo que ele tenha tentado fazer o que poderia até o último momento.

Ídolos não conseguem ser maiores que o sistema do São Paulo

Não costumo elogiar muito algumas figuras do SPFC, pois muitas vezes me decepcionei, mas Lugano, Rogério Ceni e Muricy, são alguns que tem meu total respeito e admiração por realmente gostarem do São Paulo.

Muricy, quando viu o SPFC quase cair em 2017, se aproximou do clube para tentar ajudar de alguma forma, mesmo com desafetos na administração.

Rogério Ceni, foi muito criticado quando colocou uma multa alta de rescisão em seu contrato como treinador. Segundo alguns contatos, teria feito isso para dificultar uma demissão por parte de Leco, mas não deu certo.

Entendo que Lugano até tenha tentado mudar as coisas de dentro do clube, mas parece que viu essa missão como algo impossível nesse modelo de administração.

Gestão do clube que consolida o fracasso em seu final

Leco: Retrato de uma gestão que fracassou

A demissão de Aguirre foi um episódio conhecido por todos, sobre como uma decisão “de cima”, sem qualquer alinhamento interno, mostrou quem manda no clube. Lugano provavelmente já teria pensado em sair naquela ocasião.

A administração atual tem usado muitos ídolos como escudo para se blindar de decisões erradas e isso vem dando muito certo, já que muitos torcedores direcionam suas críticas a essas figuras ao invés de quem comanda o clube.

Nos resta apenas acompanhar os próximos movimentos e entender o que acontecerá até dezembro (sim, ainda há tempo para muita besteira ser feita) e o que o próximo presidente fará e quem convidará.

O que você pensa sobre isso?
Comente conosco! Deixe sua opinião em nossos canais.

Comente com sua conta do Facebook: