Ataque deslancha na hora certa. Equipe marca 3 gols após 11 jogos

O São Paulo teve grande atuação em Avellaneda, na Argentina, contra o Racing, pelas oitavas de final da Libertadores e se classificou para as quartas de final da Libertadores.

O meia-atacante Emiliano Rigoni foi eleito pela Conmebol como o melhor em campo. Autor de dois dos 3 gols do Tricolor na partida, o argentino foi fundamental para o resultado, assim como Miranda, Arboleda e Marquinhos, que também se destacaram.

Em entrevista após o apito final, Rigoni exaltou o bom futebol praticado e disse querer manter o foco daqui em diante:

Vínhamos trabalhando pesado há muito tempo, mas não conseguíamos o resultado apesar do esforço que estávamos fazendo. Acredito que hoje a dinâmica da partida mudou (em relação ao Brasileirão), conseguimos o que queríamos, o que nos fazia falta e agora é seguir“, disse.

O camisa 32 compôs com Marquinhos uma dupla inédita na equipe. Levando em conta que foi apenas seu quarto jogo como profissional, o garoto mostrou personalidade e ao menos por esse duelo, resolveu o problema do ataque são-paulino. Ele também foi tema para Rigoni:

É um garoto que está começando. Lhe deram alguns minutos em uma partida tão importante, mas ele jogou muito bem. Estamos felizes pelo gol que ele marcou“, afirmou.

O confronto teve um gosto especial para Rigoni além da classificação. O Racing é o grande rival do Independiente, clube pelo qual o artilheiro da noite atuou por três temporadas. Contudo, ele preferiu fugir de uma possível polêmica e preferiu valorizar o triunfo Tricolor.

Isso é diferente (jogar pelo Independiente), agora visto a camisa do São Paulo e não tenho nada contra o Racing. Era uma partida para ganhar de qualquer jeito. Pude fazer dois gols, estou contente, mas não há nada mais“, finalizou.

Rigoni agora tem 4 gols e 4 assistências em 11 jogos pelo São Paulo e já se coloca entre os principais goleadores do time na temporada.

Post anteriorCom grande atuação, São Paulo elimina o Racing e vai às quartas de final da Libertadores
Próximo PostDo Japão, Daniel Alves celebra classificação do São Paulo na Libertadores
Formado em jornalismo pela Faculdade das Américas. Sempre amei escrever e sempre amei o São Paulo Futebol Clube. Essas duas paixões me motivam a produzir conteúdo sobre o meu time do coração. Mas eu também gosto de falar política, história e entretenimento. Porém, já aviso que minhas opiniões não são simples a respeito de nada. O mundo é complexo e eu não sou diferente.