Momento Nostalgia – Campeonato Paulista de 1998: São Paulo x Corinthians

“As tuas glórias vem do passado…”. Essa frase do hino do São Paulo nos motiva a relembrarmos conquistas que marcaram a história do Tricolor com um sentimento de nostalgia que nos faz entender o tamanho desse clube.

Vamos voltar para o ano de 1998, mais precisamente no dia 3 de maio, quando acontecia a primeira partida da decisão do Campeonato Paulista desse ano. O confronto era entre dois rivais, São Paulo e Corinthians, e o palco dessa partida era o Morumbi.

O resultado desse primeiro desafio não foi favorável ao Tricolor que perdeu pelo placar de 2×1, sendo o seu gol marcado por Fabiano. Nem tudo estava perdido, era apenas a primeira de duas batalhas.

Então, uma semana depois, no dia 10 de maio, ambos os times voltaram a se enfrentar novamente no Estádio do Morumbi que recebeu um público de quase 80 mil pessoas.

O Tricolor contava com um time composto por jovens e promissores jogadores, dentre eles Rogério Ceni, França, Denilson e outros. Juntos ao restante do elenco da época comandado por Nelsinho Baptista, o São Paulo conseguiu a melhor campanha entre os participantes do Paulistão e ainda eliminou o Palmeiras na semifinal.

Esses jovens atletas contaram com uma notícia mais que importante para o segundo jogo da final: Raí estava de volta. Ele conquistou a Copa da França pelo PSG no dia 2 de maio e, no dia 7, foi apresentado como reforço Tricolor. A dúvida era: “Raí estaria estre os titulares?”.

Sim, ele estava. E, aos 30 minutos de jogo, provou que merecia estar ali, já que marcou o primeiro gol do São Paulo no jogo, fazendo o Morumbi tremer.

Na segunda etapa, os rivais empataram aos 5 minutos com Didi. Só que França estava lá para garantir que o título ficaria no Morumbi, pois aos 11 e aos 37 minutos deixou os seus gols e com isso sagrou o São Paulo como Campeão Paulista de 1998 ao conseguir a vitória por 3×1.

O clima era de festa, celebração e gratidão pela volta daquele que foi aclamado com a canção que tomou as arquibancadas do estádio: “Raí, Raí, o Terror do Morumbi”.






Um momento icônico desse título ainda foi o irmão de Raí, Sócrates (corintiano), usando a faixa do São Paulo na cabeça. Segundo Raí, ele foi incentivado pelo irmão para jogar a final.

Foto: São Paulo FC

Escalação do São Paulo na final: Rogério Ceni; Zé Carlos, Capitão, Márcio Santos (Bordon) e Serginho; Alexandre, Fabiano, Carlos Miguel (Gallo) e Raí (Víctor Hugo Aristizábal); França e Denílson.

Confira o jogo:

Foto: São Paulo FC

Comente com sua conta do Facebook: