Motivos para acreditar (ou não) em uma vitória do São Paulo contra o River Plate

O São Paulo é um time gigante e com uma história gloriosa, quem afirmar o contrário está indo contra os acontecimentos ao longo de todos os anos desde a fundação do clube em 1930.

No entanto, estamos vivendo oito anos de um jejum de títulos que parece interminável e que deixa a torcida desanimada, apenas com o sentimento de nostalgia e saudade do time que conquistou tantas coisas e levava medo aos adversários.

O momento é de decisão, pois o São Paulo se complicou na Libertadores ao empatar com o River Plate em casa por 2×2, contando com 2 gols contra do adversário, e depois perder vergonhosamente para a LDU no Equador por 4×2, fazendo com o Tricolor precise vencer as duas partidas que ainda restam e torcer por um vacilo dos argentinos na última rodada.

Ou seja…precisamos de um milagre!

Ao longo dos nossos 90 anos de história já contamos com diversos desses milagres, o que nos levava a acreditar que conseguiríamos alcançar grandes feitos mesmo quando parecia totalmente improvável. O que mudou nos últimos anos é que lidamos com diversas ilusões, o time parece que vai em certos momentos, mas depois nunca vai.

Uma gestão que decepciona e que não conseguiu conquistar um título sequer e que devido à má condução administrativa o futebol, consequentemente, é atingido. Prova disso são as seguintes eliminações nas últimas temporadas.

A última foi no Campeonato Paulista para o Mirassol. A próxima será na Libertadores?

Bom, eu sou o tipo de torcedora otimista mesmo quando tudo parece que vai dar errado e com o São Paulo me decepcionando a cada partida, então trarei primeiramente alguns motivos para acreditarmos na vitória Tricolor diante do River Plate na quarta-feira.

Por que acreditar?

O São Paulo tem muita tradição na Libertadores, pois conquistou três títulos (1992, 1993 e 2005) em seis finais disputadas, quase conseguiu o tricampeonato em 1994 e o tetra em 2006, chegando à final, mas perdendo para o Vélez e Internacional, respectivamente.

É uma competição querida pelos torcedores Tricolores que lotam o Morumbi quando o time joga, fazendo do estádio um local de domínio total do São Paulo. Como são diferentes as noites de Libertadores!

Então, sim, trazemos muita história e tradição conosco, esses são alguns motivos para ainda acreditarmos.

Além disso, voltemos a 2016, um passado não tão distantes em que o São Paulo não tinha um grande time e conseguiu chegar às semifinais da competição e devido aos percalços enfrentados foi eliminado pelo Atlético Nacional que foi o campeão daquele ano.

Depois de ver aquele time chegar às semifinais tudo parecia possível.

Vale lembrar que nunca perdemos para o River Plate na Libertadores. Até o momento foram cinco jogos, com três vitórias e dois empates.

Em 2005, enfrentamos os argentinos na semifinal e fomos claramente prejudicados pela arbitragem principalmente no jogo do Morumbi que terminou em vitória do São Paulo por 2×0.

Olha isso: apesar da arbitragem tomando atitudes duvidosas e prejudicando claramente o Tricolor conseguimos vencer com dois gols de vantagem. Que time era aquele!

Mas…o que mudou nos últimos anos e especificamente nessa edição da Libertadores para não acreditarmos que o São Paulo consegue vencer o River Plate?

Falta vontade. Quando vemos o time em campo, mais do que as deficiências técnicas, que são muitas, parece que o time do São Paulo não sabe jogar uma Libertadores e deixa de lado a história gloriosa do Tricolor na competição.

Não trago em questão nem mesmo o histórico de eliminações como motivo para não acreditarmos, isso também, colabora, afinal no ano passado foram eliminados pelo Talleres em pleno Morumbi pela pré-libertadores. VERGONHOSO.

Só que mais do que isso, o momento em que vivemos desanima. Contra o River Plate e LDU nas últimas partidas vemos uma equipe que parece não ter vontade de vencer, perdido e desorganizado. Não generalizando. Tem algumas exceções entre os jogadores, pois alguns entram e demonstram entender o que é vestir a camisa do São Paulo, principalmente, em uma Libertadores, já outros…

Outro ponto é que enfrentaremos um time muito bem treinado, com muita tradição e um dos grandes campeões dos últimos anos na América Latina, que esteve nas duas últimas finais da Libertadores, vencendo em 2018 o grande rival Boca Juniors e perdendo ano passado para o Flamengo nos minutos finais da partida.

O jogo será fora de casa, não no Monumental de Núñez que está sendo reformado, mas sim no Estádio Libertadores da América, de qualquer forma, os mandantes são os argentinos.

Depois disso, parece que realmente as expectativas e chances são baixas, mas como torcedores nós torceremos até o fim! Afinal, apesar de todos os apesares é o São Paulo Futebol Clube. Jogadores, diretoria, comissão técnica vem e vão, a torcida fica!

O jogo entre River Plate e São Paulo acontece amanhã (30), às 21h30, no Estádio Libertadores da América, na Argentina, e contará com transmissão da Fox Sports e do SBT.

Você também pode acompanhar conosco clicando aqui.

*A opinião do colunista não reflete a opinião do site

Foto: Conmebol

Comente com sua conta do Facebook: