Mude o foco, SPFC!

Depois de mais uma eliminação vexatória do São Paulo (dê uma olhada nessa lista desde 2012), queria postar uma sugestão aqui que veio de alguns amigos em conversas de whatsapp.

O São Paulo não vem conseguindo sucesso em campo e há anos nós criticamos aqui a gestão do clube, mas nada muda, porque quem decide mesmo, são os conselheiros, não é mesmo?

Então, que tal o clube mudar o foco e cuidar de algo que agrada uma galerinha esperta que acha que é só uma má fase ou azar?

Foco na SPFCTV!

Já que temos vários sucessos nas mídias sociais com o “Bom dia Tricolor” (gostaria de dizer aqui que Juanfran é um cara muito correto, esforçado, apenas não mostra condição de jogo no nível que precisamos hoje) e outros fenômenos de Instagram, por que não se dedicar a isso?

Imagine o potencial do São Paulo se transformando em uma empresa só de comunicação, com toda aquela galera que fica fazendo stories nos jogos, ou se preocupando com coisas alheias ao futebol!

Agradaria em cheio uma boa parcela que fica ofendida quando alguns jogadores tem o desempenho criticado, que chamam qualquer um de craque ou ídolo.

Sabe aqueles que chamam de corneta ou dizem que é um papo chato, quando alguém tenta comentar sobre problemas políticos e de gestão? Eles iriam adorar essa mudança!

O São Paulo poderia deixar Raí ou Daniel Alves como treinador da equipe e nós escalaríamos os jogadores por votação nos stories. No final de cada dia, teríamos o sorteio de um copo comemorativo do Tricolor, lembrando alguma glória do passado.

Seria possível recontratar Nenê para criarmos a série “A chapada voltou“, trazer de volta o Everton Felipe (que ainda é nosso), para um seriado para vender ao Netflix, já que nas cotas de TV não somos nem Top 5 hoje.

O ruim é que pra isso precisaríamos ter uma área de marketing… mas aí é outro tema.

O que dizer então da possibilidade de ter Pato estrelando um “Roda a Roda Jequiti” distribuindo camarotes do Morumbi como prêmio para quem quiser lotear o estádio para fazer eventos e festas?

Bom, teríamos que ver se há alguma empresa interessada em usar o Morumbi, já que tem outros estádios mais modernos. Mas que se dane, nosso estádio é tradição e Arena é pra boi!

Geração de empregos para mais amigos

Uma equipe de comunicação que se preza, precisa de vários associados e essa transformação do clube possibilitaria que muitos sócios e conselheiros possam indicar seus filhos, sobrinhos e parentes para cargos remunerados.

Daria até para contratar alguns “passadores de pano” da internet para não criticar seus jogadores favoritos, mas agora de forma oficial e com a possibilidade de influenciar seus seguidores e ganhar likes!

Não passaríamos mais raiva com eliminações. Bastaria uma edição rápida de vídeo ou postagens nas mídias sociais para que as atenções fossem voltadas ao próximo torneio de futmesa, a próxima dancinha ou postagem no Tiktok.

Leco seria coroado como gênio

O atual presidente sairía como gestor de uma mudança radical, não ficaria mal visto como presidente de uma administração fracassada que não ganhou nenhum título e acumulou eliminações vergonhosas.

Ele teria total autonomia, agora de forma oficial, para abrir o Morumbi para seus apoiadores organizarem desfiles de carnaval, atuando ainda como seguranças pessoais, inibindo e intimidando eventuais manfestações adversas.

Ah que sonho! Um clube que seria realmente um vencedor, acumulando likes, sucessos de audiência e alavancando ao topo algumas figuras que, se não jogam bem, ao menos, se comportam como estrelas de grande peso.

Não estaríamos aqui a essa hora, revoltados, sem sono e vendo a história iniciada em 1930 sendo ridicularizada a cada ano.

Não sei se preciso dizer que esse texto é irônico, mas se realmente ainda for preciso, talvez você goste da sugestão deste post!

Comente com sua conta do Facebook: