São Paulo empata com o Avaí e segue sem vencer fora de casa no Brasileirão
Foto: Reprodução

Após os jogos, fazemos nossa Live Pós-Jogo no YouTube para comentar as atuações e, junto com a galera, damos as notas do elenco. Depois desse empate contra o Avaí, não foi diferente, mas agora, vamos colocar aqui as explicações das notas.

Assim como funcionava no videogame, nós usamos algumas setas para avaliar as atuações como ⬆️ Ótima, ↗️ Boa, ➡️ Regular, ↘️ Ruim ou ⬇️ Péssima.

Notas do elenco: Avaí 1×1 São Paulo – Brasileirão 202

  • Jandrei: Tem jogado mais com os pés do que com as mãos e quando foi exigido hoje, falhou. Não pode espalmar uma bola no pé do atacante adversário.
  • Leo: Errou algumas saídas de bola e sofreu quando esteve sob pressão. Não teve uma falha comprometedora, mas esteve inseguro.
  • Miranda: Como já comentamos, em uma linha de 3 zagueiros, fica mais protegido e consegue contribuir com sua experiência. Não perdeu lances pelo alto ou por baixo.
  • Diego Costa: Vem jogando bem, mas vacilou no lance do gol ao ficar marcando a bola e não o jogador adversário que fez o gol em suas costas.
  • Gabriel Neves: Boa partida, roubando boas bolas no começo do jogo e distribuindo jogo. O esquema tático o deixou muito sobrecarregado no meio de campo. Talvez, com mais um volante, o sistema defensivo fique melhor.
  • Igor Vinícius: Ineficiente no ataque, ainda sofreu com lances defensivos, mesmo em um sistema em que deveria jogar como ala.
  • Reinaldo: Começou apoiando, fez seu gol de pênalti e depois quando cansou, sofreu com jogadas em suas costas. Não poderia ter deixado bater o pênalti, sendo o batedor oficial do time.
  • Rodrigo Nestor: Fez bons passes, mas se posicionou mal em campo em diversos momentos, ficando escondido na partida.
  • Alisson: Pareceu não ter entrado em campo hoje. Desaparecido em campo e não colaborou em nada no jogo.
  • Luciano: Um bom começo, com duas pedradas de fora da área, obrigando boas defesas. Cavou um pênalti logo no começo do segundo tempo, mas depois cansou.
  • Calleri: O melhor jogador do time e artilheiro, mas merece a crítica, não por ter perdido um pênalti (isso acontece). Mas merece a crítica por ter pensado em marcas pessoais e não pensou no time ao pedir para bater o pênalti.

Suplentes

  • Rigoni: Ainda muito longe de ser o jogador que veio para o São Paulo. Fez uma boa jogada em cruzamento no último minuto para Calleri, mas durante a partida, muito pouco dinâmico.
  • Pablo Maia: Ainda inseguro, se livrando da bola em alguns momentos. Pode render mais.
  • Eder: Mais uma partida em que entra e não colabora com o time, limitando-se a trombar com os zagueiros adversários.
  • Welington: Tentou algumas jogadas na linha de fundo, mas o time já estava na correria tentando um gol desorganizadamente. Tem tudo para tomar a vaga de titular, mas consegue repetir os erros defensivos de Reinaldo.

Avaliação sobre Rogério Ceni

Acertou em armar o time com três zagueiros e na substituição de Reinaldo, que já estava com a língua pra fora.

Errou, porém, em não substituir Alisson, insistir com Eder e não ter testado André Anderson, justamente num ponto em que o time precisava: a ligação do meio de campo com o ataque.

Melhor em campo

Post anteriorRogério Ceni explica sobre decisão de cobrança de pênalti no São Paulo
Próximo PostRogério lamenta pontos perdidos pelo São Paulo e classifica empate como péssimo
42 anos, paulistano, são-paulino e um dos criadores do Arquibancada Tricolor. Apaixonado por Formula 1, Futebol, boa música e tecnologia!