#NotíciaAT – A relação do São Paulo F.C com as categorias de base

A vocação para revelar jogadores deveria ser prescrição básica de qualquer time de futebol. Afinal, atletas de hoje podem se tornar os craques do amanhã, certo? Talvez. Fato é que, nem todas as entidades possuem tal cuidado com jovens promessas. Ao entendermos “cuidado” como bom tratamento e tutela quase constante, um dos personagens possíveis como não exemplo da prática, em certos momentos, é o São Paulo F.C.

Diferente de outros locais, enxerga-se o oposto no tricolor paulista. Tanto no que diz respeito a negociação ou até exclusão de atletas, a diretoria acumula ambas situações: a venda precoce de garotos como David Neres e Lucas Perri; ou a falta de comunicação e atenção com Lucas Kal e Rodrigo Freitas, por exemplo.






No caso de Kal, o momento é até mesmo constrangedor. Sem contato ou qualquer atualização, o jogador que teve contrato renovado até 2022 tem futuro incerto no Morumbi. A experiência que ganhou em passagens por Vasco e Guarani, por exemplo, não parece surtir efeito na avaliação que recebe da comissão técnica.

Titular nas categorias de base da equipe, o zagueiro de 23 anos teve títulos de expressão nesse período da carreira. Enquanto no sub-17 teve passagem pela Seleção Brasileira e um título de Copa do Brasil, no sub-20 foram quatro conquistas: Libertadores, Copa RS, Paulista e outras duas Copas do Brasil. Sempre titular, Kal foi capitão do time em diversas ocasiões.

Outro caso que retrata a situação é a do zagueiro Rodrigo Freitas. Considerado grande talento na base, o jovem de 20 anos vive situação parecida. Mesmo com presença no banco de reservas nos jogos do tricolor, o jogador fica de lado e com perspectiva baixa de jogar a curto prazo. O jogador também foi capitão da equipe vice-campeã da Copa São Paulo em 2018.

Como, então, é realizada a avaliação potencial de jovens no São Paulo? O método é incerto e, obviamente, acusações não podem ser feitas. Mesmo assim, fica a dúvida se currículos e atletas como estes são passados despercebidos ou simplesmente ignorados pela entidade.

Vinda de resultados negativos, inclusive no clássico contra o Corinthians, a equipe são-paulina é a atual quarta colocada do Campeonato Brasileiro. Ao todo, são três vitórias, dois empates e uma derrota, somando seis gols feitos e três tomados.

Fonte: QuattroG

Comente com sua conta do Facebook: